CABRITO-FUNDO : Jean Claude, preferiu a Cadeia, ao invés da devolução dos 3 Bilhões de dólares do estado angolano

A “recusa” custou-lhe o arrastamento das exigênciasdas autoridades para o campo jurídico resultando na sua prisão preventiva, que aconteceu hoje em Luanda.

Segundo o apurado Club-K, O empresário suíço angolano Jean Claude Bastos de Morais recusou propostas das autoridades angolanas com vista a devolver ao Estado USD 3 bilhões $$ do Fundo Soberano de Angola que o mesmo geria por intermédio da sua empresa Quantum Global.

A “recusa” custou-lhe o arrastamento das exigências das autoridades para o campo jurídico resultando na sua prisão preventiva, que aconteceu hoje em Luanda.

As autoridades angolanas, por intermédio de Fernando Garcia Miala, Chefe do Serviço de Inteligência e Segurança de Estado (SINSE), estabeleceram inicialmente conversações pacificas com Jean Claude de Morais para uma solução extrajudicial quanto ao resgate dos fundos em posse do empresário.

Fernando Miala havia persuadido, em vão, o empresário a devolver os fundos que estavam em sua gestão. Em, resposta, Bastos de Morais, explicou ao seu interlocutor que estava disponível para devolver apenas 1 bilhão de dólares americanos alegando que mais do que isso não poderia fazer porque os fundos estavam em regime de aplicação na Inglaterra pelo que não poderiam ser mexidos, a margem de um prazo estabelecido.

Garcia Miala, por sua vez, transmitiu ao Chefe de Estado, João Manuel Gonçalves Lourenço que Bastos estava indisponível em devolver todo dinheiro mas que por outro lado poderia devolver apenas 1 bilhão de dólares $.

O Presidente, por seu turno, mostrou-se implacável transmitindo que os fundos pertencem ao Estado angolano, e que Bastos deveria devolver todo o dinheiro.

disputa jurídica … desafiando o Estado angolano…

As partes ficaram-se nas divergências tendo Jean Claude de Morais optado por enfrentar uma disputa jurídica do assunto desafiando o Estado angolano em dois palcos destintos. Um, na Inglaterra, em que o Estado angolano perdeu a batalha pelo congelamento dos 3 bilhões de dólares do Fundo Soberano em posse do empresário. O segundo palco, seria o que esta acontecer agora: enfrentar os tribunais angolanos em que cujo o processo ainda em fase de instrução

.. prisão…

preparatória resultou na sua subsequente prisão preventiva.

Fonte: Club-K

 

 

 

Patilhar este artigo

 

Mise en forme : jinga Davixa – cabritta@cabritismo.info

O Cabritismo ?..  BASTA !..

100% “CABRITISMO” ? : Angola diz que deve 3 BILHÕES $$..a ISRAEL ?.. ISRAEL diz que nao ?..

MAURITIUS-PAPERS : Álvaro Sobrinho interpellé,…interrogé par la Commission … anti-corruption…

À propos de nous

KLEPTO-CABRITISMO : José Filomeno dos Santos « Zenú » et Jean Claude Bastos en détention provisoire …

ZENÚ ? : A Corrupcao mata…

TRUANDERIE : JES est la « Clé de voûte » … pour la fin du processus d’arnaque… des 500 millions de dollars $…

KLEPTOCRATIE : Comment ces Messieurs au pouvoir en Angola,.. ont-ils pu détourner des milliards €€ d’euros vers le Portugal ?..

La Mafia au « poleiro » (MPLA), l’unique organisation criminelle, véritable, que connait l’Angola.

CABRITO-HIGINIO : É iminente à possiblidade de Higino Carneiro, ser aconchegado pela PGR ?..

KLEPTO-CABRITISMO : José Filomeno dos Santos, “Zenu”, ouvido na PGR no Luanda …

Contact

ANGOLA : LUNDA-NORTE EST EN DEUIL,.. LE RÉGIME CONTINUE D’ ASSASSINER …

RÉPRESSION : un opposant dénonce en angola,.. des méthodes qui rappellent l’apartheid…

DICTATURE : Le président du Parlement « NANDÓ »  veut en finir avec les réseaux sociaux en angola…

ANGOLA : L’escapade présidentielle,.. le FRIC.. c’est CHIC !..

KLEPTOCRATIE : Les autorités angolaises ont saisi les comptes bancaires,.. de personnalités politiques de « haut rang »… Higino Carneiro,.. Manuel Rabelais,..

CABRITO-HIGINO : O … “higiênio” do “cabritismo”… afinal ?..

JOÃO-LOURENÇO … ET LE PROTOCOLE DE MALABO … ALORS ??.

OPÉRATION-CABRITISMO : Zenú et Jean-Claude sont arrêtés,.. et dorment bien en prison …

www.pdf24.org    Send article as PDF   
Setembro 25th, 2018 Por
Partilhar
Partilhar