Categoria: Cleptocracia

Fevereiro 14th, 2020 Por cabritta

Em reação ao “Luanda Leaks”, jornalista Rafael Marques pede cooperação internacional para recuperar “bens saqueadosde Angola e diz que, além de Isabel dos Santos, os que a ajudaram também devem ser responsabilizados.

Rafael Marques, o jornalista angolano que mais investigou e denunciou os esquemas de corrupção da família dos Santos, falou à DW África depois da complexa teia de negócios e suspeitas de esquemas de corrupção que envolvem a empresária angolana terem sido reveladas na investigação jornalística “Luanda Leaks” – um trabalho levado a cabo pelo Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação (ICIJ), que integra órgãos de comunicação social de todo o mundo.

Angola: José Eduardo dos Santos sai da “toca” aos poucos

Na entrevista, Rafael Marques de Morais pede ainda cooperação internacional para que Angola possa recuperar “parte dos bens que foram saqueados do país” e diz que se está a assistir à queda de um império e ao fim político da família de Isabel dos Santos, que desafia a regressar a Angola para enfrentar a justiça.

DW África: Imagino que esta é uma notícia que esperava há anos?

Rafael Marques de Morais (RMM): É uma notícia que efetivamente esperava anos, mas que também me deixa triste. Deixa-me triste porque só quando os estrangeiros falam é que os próprios concidadãos ouvem, é que o mundo [ouve].

Enquanto jornalista angolano, muitos destes factos que estão a ser revelados nestes documentos foram por mim revelados, mas ninguém prestava atenção porque se tratava de um jornalista africano.

Só quando os jornalistas europeus e americanos pegaram no assunto é que o assunto tornou-se sério o suficiente para que certos governos e a sociedade de muitos países começassem a prestar atenção.

Mas é importante.

Mais uma vez, nós próprios, angolanos e africanos de um modo geral, continuamos a ter esta incapacidade crónica de reagirmos ao sentido crítico dos nossos próprios concidadãos, para que possamos olhar para as nossas sociedades e trabalhar de forma solidária para o bem comum.

        … Isabel dos Santos e Sindika Dokolo

DW África: Depois de todos estes documentos e provas que revelam indícios de atividade criminal de Isabel dos Santos e da sua família terem vindo a público, a Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola, mas também a PGR em Portugal, já não têm desculpas para não agirem neste caso?

RM: A Procuradoria-Geral de Portugalnão tem desculpas, o Banco de Portugal não tem desculpas porque

não “irritantes políticos”, como diria o primeiro-ministro António Costa.

É do interesse geral, é do interesse internacional, universal, que haja procedimentos criminais por todas essas revelações feitas sobre a forma como Isabel dos Santos saqueou Angola

 em conluio e com a participação ativa de vários gestores portugueses, de vários advogados portugueses e outras figuras da sociedade portuguesa que a ajudaram a branquear capitais e a sua imagem enquanto desgraçava o povo angolano

DW África: Portanto, estas investigações não devem ser dirigidas unicamente a Isabel dos Santos, mas também a bancos, empresas e indivíduos estrangeiros, ou seja, todos os que ajudaram nestes esquemas ?

RM: Com certeza.

E também os próprios cidadãos angolanos que facilitaram estes esquemas.

Por exemplo, nada destes esquemas teria sido possível sem a total colaboração do Banco Nacional de Angola. E nessa altura, quem respondia pelo Banco Nacional de Angola como governador é o atual governador José de Lima Massano, o indivíduo que mais facilitou essas saídas.

E o outro, o ex-governador [que esteve no cargo] até 2017 e que facilitou as últimas transferências de Isabel dos Santos, Valter Filipe, já está a ser julgado por um outro crime envolvendo o irmão de Isabel dos Santos.

De modo que é fundamental para que Angola efetivamente consiga recuperar parte dos bens que foram saqueados do país, que haja colaboração internacional e que Portugal, que serviu durante esses anos todos de principal lavandaria para Angola, possa então finalmente investigar Isabel dos Santos. Porque, até então, investigavam todas as outras figuras, exceto Isabel dos Santos.

Rafael Marques: “É o fim político de uma família que tanto…

DW África: Isabel dos Santos está a perder o estatuto de “intocável” em Portugal. Há portas que estão a fechar-se para ela, para o seu marido [o empresário congolês Sindika Dokolo]. O nome de Isabel dos Santos já foi riscado do Fórum Mundial de Davos, que começa esta semana, grandes bancos estão a esquivar-se de relações económicas com ela e com o marido. Estamos a assistir ao fim de um império?

RM: Inevitavelmente é o fim de um império e o fim político de uma família que tanto mal causou a Angola e aos angolanos por causa da sua ganância desmedida.

DW África: Isabel dos Santos já se está a defender: está a dizer que é uma perseguição, fala em racismo… Na sua opinião, o que é que ela devia fazer? Regressar a Angola e enfrentar as acusações?

RM: Quando Isabel dos Santos trouxe para Angola batalhões de consultores portugueses para ajudarem a saquear o país, ela não se lembrou que esses indivíduos eram brancos. Só se lembrou da cor desses indivíduos agora.

Quem trouxe os estrangeiros para Angola para ajudarem a família dos Santos a roubar, foi a própria família dos Santos.

Hoje já é racismo.

E é tão contraditória e tão mentirosa: ainda há dias dizia que o grande problema é que estava a ser perseguida politicamente por João Lourenço.

Agora é o racismo da Europa e dos Estados Unidos.

Estão a acabar as suas desculpas.

A ascensão e a derrocada.. de ISABEL DOS SANTOS está ligada aos escândalos de corrupção no Brasil,.. pela LAVA-JATO …

Ela deve regressar a Angola e fazer aquilo que ela deva ter feito há muito tempo e já vai tarde: pedir perdão ao povo angolano e sujeitar-se à Justiça, como fazem todos os outros cidadãos.

Ela pensou que estaria segura na Europa e que continuaria a contar com o seu estatuto de “intocável” e hoje está a ver que é o contrário por ser mais respeitada e melhor tratada em Angola do que nesses países onde começam a desprezá-la, porque as pessoasnão

querem ser associadas com a corrupção e porque também comeram o suficiente e hoje podem descartar Isabel dos Santos remetendo-a aos órgãos judiciais.

Por Madalena Sampaio

janeiro 20, 2020 – A VOZ DO POVO

Partilhe este artigo

 

PRÉSIDENT : une immunité à Vie du Dictateur n’est plus du tout garantie…

CABRITO-LEAKS : .. a IMPOSSIBILIDADE dos acordos com ISABEL DOS SANTOS …

CABRITISMO : JOAO-MARIA de SOUSA,.. Ex-PGR actuou como empresário tendo FALSIFICADO certidão comercial …

DITADURA : ..(Já) temos em Angola um sistema judicial credível ?..

LAVA JATO : « Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia »… – Rafael Marques –

ANGOLA : Droit à la Santé et Crimes contre l’humanité …

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

BNA : .. GOUVERNEUR MASSANO ?.. LA DÉMISSION… C’ EST MAINTENANT ?..

 

CABRITO-LEAKS : .. Tantos estrangeiros governando Angola, JÁ ARREPIA & faz de nos o diablo negro …

CABRITO-LEAKS : .. Luanda leaks,.. arrogância,.. cinismo e ingenuidade … – João Melo

KLEPTO-MANIA : Quê família é essa ?..

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

KLEPTOCRATIE : un (une) « kleptocrate »  ne peut être promu(e) … Ni ministre, ni dirigeant(e),..  ni xxx..x.. et … ni Vice-xxx..x…..

LAVA-JATO EM ANGOLA …

LAVA JATO : ..Congeladas contas bancárias de Higino Carneiro,.. Manuel Rebelais e outras figuras políticas na Suíça …

LAVA JATO : .. Justiça angolana aguarda por FIM de imunidade para investigar Manuel Vicente – PGR …

KLEPTO-CRACISMO : .. Juntos e misturados na.. roubalheira …

DOS SANTOS : .. O « Cabritismo » uni-pessoal …

LAVA JATO : Estados Unidos pedem cabeças do regime …

DICTATURE : Rafael Marques encore en vie ?.. Oui ??.. – Alors,..  l’Angola est une démocratie ?..

CABRITISMO : JOAO-MARIA de SOUSA,.. Ex-PGR actuou como empresário tendo FALSIFICADO certidão comercial …

LUANDA-LEAKS : “É o fim político de uma família que TANTO MAL causou a Angola” – Rafael Marques –

ASSASSINS !

 

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cleptocracia, Historia, investigacoes Etiquetas: ,

Fevereiro 8th, 2020 Por cabritta

Hoje já !..

Depois do assalto aos cofres públicos na hora da extradição são todos estrangeiros .

..Caboverdianos , russos , catangueses , congoleses , cubanos , santomenses , chineses , portugueses , guineenses e outros …

Manos (as) Simplesmente arrepiante , humilhante e coisas do diabo negro.

SOMOS OS ÚNICOS NEGROS NO CONTINENTE QUE DEIXAMOS A SENSAÇÃO DE MEDO E HORROR ?..

Custa mesmo crer de que o diabo se existe que não seja negro e de origem angolana.

Mas esta crónica ainda não tem nada haver com a história de uma velha branca portuguesa , que tinha sido assaltada em Luanda exatamente no dia em que teria que viajar de regresso á Portugal.

Como tinha ficado sem os documentos todos inclusive o bilhete de passagem por azar num fim de semana ., com a embaixada portuguesa fechada e sem sítio para pernoitar foi aconselhada á ir para o beiral na altura.

Para pelo menos passar o fim de semana ate segunda feira dia em que poderia requerer apoio consular na embaixada portuguesa para viajar e fazer a devolução á prestações em Portugal , como aconteceu.

A velha foi violada durante quase todo o fim de semana quase rebentaram-lhe a vagina , e ameaçada para não abrir a sua boca sob pena se poder ser eliminada.

Posta em Portugal a senhora só dizia , porra se existe inferno este inferno chama-se Angola e passou á acreditar que o diabo na verdade só pode ser negro.

SOMOS OS ÚNICOS NEGROS NO CONTINENTE QUE DEIXAMOS A SENSAÇÃO DE MEDO E HORROR ?..

Desculpem-me pela pergunta , sou forçado , não vejo outra maneira .

Pois tanta coisa que acontece em Angola que ultrapassa a minha capacidade de compreensão , se calhar sou um grande parvalhão que ainda não dei conta disto.

Se bem que há muitos estrangeiros brancos e negros que amam mais Angola e os angolanos do que os próprios negros angolanos entre eles.

        .. O massacre de Monte Sumbe…

Que dariam se necessário fosse até o , e mais alguma coisa para nos livrarmos desta bicharada que tomou conta dos destinos do país.

Mas este comportamento selvagem , exótico , demoníaco e direi mesmo criminoso do MPLA e seu regime de quase 50 anos .

Oferecer cargos de bandeja á tantos estrangeiros para fins dúbios , para alem de arrepiar é um caso inédito na historia do continente africano independente.

Não conheço nenhum outro país do mundo com tantos estrangeiros mascarados e com a dupla nacionalidade por conveniência com cargos importantes em algum governo africano , para não falar europeu .

Pois ja que essa ideia só pode ser mesmo do diabo negro , exótico e demoníaco .

Quando precisa do estrangeiro para lhe ajudar a desgraçar o seu próprio país e para isto ate lhe oferece tudo e mais algumas coisas.

Impressiona-me o estatuto da UNITA que não admite para a sua presidência um estrangeiro.

Enquanto isto para o MPLA tanto lhe faz que grande parte dos governantes sejam estrangeiros logo que lhes dá jeito na hora da roubalheira.

Angola hoje é um país com uma grande percentagem de governantes não sou de origem duvidosa .

Como claramente estrangeiros grande parte caboverdianos e santomenses conheço muitos deles e quantas listas já não foram publicadas ?..

Isto não tem nada haver com racismo , xenofobia ou coisa semelhante , é a verdade nua e crua que muitos não gostam ouvir muito mesmo escrever mesmo quando os factos falam por si e só mesmo

Fórum Livre Opinião & Justiça

Fernando Vumby

Facebook- 06-02-2020

Partilhe este artigo

Mise en forme : jinga Davixa

 

ANGOLA : Droit à la Santé et Crimes contre l’humanité …

CABRITO-LEAKS : a impossibilidade dos acordos com ISABEL DOS SANTOS …

LUANDA-LEAKS : “É o fim político de uma família que tanto mal causou a Angola” – Rafael Marques –

ANGOLA : .. de l’argent corrompu détourné vers PARAÍBA *… au BRÉSIL …

LAVA JATO : ..Congeladas contas bancárias de Higino Carneiro,.. Manuel Rebelais e outras figuras políticas na Suíça …

LAVA JATO : .. Os Corruptos e assassinos atacam, O jornal Hora H …

LAVA JATO : .. um fardo chamado,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

CABRITO-ESCRITORIO : denúncia Escritório de advogado de Rui Ferreira assessora Zenú dos Santos…

FAMINE : ..Si Cunene est L’Angola,.. alors Joao Lourenço est un Menteur !..

KLEPTO-CRACISMO : SIC notifica empresa ligada a LOPO DO NASCIMENTO …

ANGOLA : O “Cabritismo” internacional … é roubo …

DOS SANTOS : .. O « Cabritismo » uni-pessoal …

LAVA JATO : “Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia”… – Rafael Marques –

LAVA JATO : Dívidas de Angola devem ser investigadas, dizem economistas …

DOMINGOS DA CRUZ : « ..Não há medidas concretas para melhorar a vida das pessoas em Angola  » …

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

PRÉSIDENT : une immunité à Vie du Dictateur n’est plus du tout garantie…

CABRITISMO : Comment le Brésilien Odebrecht a aidé les généraux angolais à devenir « chefs d’entreprises » …

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

MASSACRES : LISBONNE PRÉOCCUPÉ PAR LA BIRMANIE,… MAIS POUR L’ANGOLA ?… À « CU DE JUDAS »

ANGOLA : Joao Lourenço a nommé un « Bulldozer » gouverneur à Cabinda

DITADURA : A juventude de hoje não faz ideia dos crimes,.. cometidos pelo General Zé Maria – Fernando Vumby

ANGOLA : Droit à la Santé et Crimes contre l’humanité …

CABRITISMO : ..Governantes de Angola acusados de .. » Criminosos » .. (video..)..

LAVA JATO : « Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia »… – Rafael Marques –

KLEPTO-MANIA : Quê família é essa ?..

CABRITO-LEAKS : a impossibilidade dos acordos com ISABEL DOS SANTOS …

KLEPTO-MANIA : Quê família é essa ?..

O CASO ISABEL DOS SANTOS : ..Extradiçao de Portugueses para Angola …

ANGOLA : O « Cabritismo » internacional … é roubo …

CABRITISMO : João Lourenço manda arrestar tudo o que é de ISABEL DOS SANTOS …

ANGOLA : .. from Colonization to KLEPTOCRACY : .. a history of Angola …

ANGOLA : Droit à la Santé et Crimes contre l’humanité …

CABRITISMO : .. JES colocado na mira das sanções dos Estados Unidos …

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

LAVA JATO : « Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia »… – Rafael Marques –

L’avocat sans peur d’Angola : « Chaque jour est comme un sursis »

MASSACRES : LISBONNE PRÉOCCUPÉ PAR LA BIRMANIE,… MAIS POUR L’ANGOLA ?… À « CU DE JUDAS »

 

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Carneiro-rismo, Cleptocracia, Opiniao Etiquetas:

Fevereiro 6th, 2020 Por cabritta

O frenesim continua, desta vez com um putativo anúncio de negociações que estariam a correr entre a Procuradoria-Geral da República de Angola (PGR) e advogados representando Isabel dos Santos, com vista a um acordo global por meio do qual esta devolveria o suposto dinheiro desviado do Tesouro angolano e o Estado poria fim aos vários processos criminais, cíveis, arrestos e outros contra ela.

Entretanto, a PGR rapidamente desmentiu a existência dessas negociações, negando-as categoricamente de forma clara e incisiva.

Existindo ou não negociações, a verdade é que, por duas razões diferentes – de natureza legal e política – não é possível concretizar um acordo entre o Estado angolano e Isabel dos Santos.

1- Impossibilidade legal

Em primeiro lugar, do ponto de vista legal, não há nenhuma legislação que permita à PGR “negociar” acerca de uma panóplia de processos legais e factos tão abrangentes como os que envolvem Isabel dos Santos

Admitindo por hipótese que a PGR fixava em mil milhões de dólares $$ o montante dos valores que Isabel tivesse recebido ilicitamente do Estado, tal não lhe dava poder para desistir de processos contra Isabel caso esta devolvesse o mesmo valor de que usufruiu.

Procedendo a uma pesquisa sumária, a norma que mais se aproxima de tal possibilidade é o artigo 57.º da Lei das Infracções Subjacentes ao Branqueamento de Capitais,

que determina em certas condições a extinção da responsabilidade criminal (i.e., deixar de haver processo-crime) relativamente aos crimes previstos nos artigos 412.º a 425.º e 453.º do Código Penal, se houver devolução dos montantes.

S.O.S : uma Angola livrada do “cabritismo” ?.. para uma nova vida ?….. é possível ?…

Ora, estes são os crimes de furto e abuso de confiança.

Relativamente a outros crimes, como associação criminosa,.. burla, corrupção ou peculato, não se vislumbra essa possibilidade. O que as normas penais usualmente referem é que as penas serão reduzidas, no caso de devolução dos montantes desviados.

O procurador-geral da República não tem poderes constitucionais nem legais para terminar procedimentos criminais no caso de crimes que não sejam o abuso de confiança e o furto.

      .. os saqueadores do Estado…

Em caso de devolução de montantes, quem, na maioria dos casos, poderia reduzir ao mínimo as penas aplicadas a Isabel dos Santos seriam os juízes do respectivo processo, e a PGR não pode antecipar decisões de juízessob pena de violar o princípio da separação de poderes e descredibilizar totalmente o poder judicial.

KLEPTOCRACIA : insulto, desdém … e.. « Cabritismo » …

Muitos podem contra-argumentar que estas limitações legais não impediram o famoso acordo estabelecido entre a PGR e Jean-Claude Bastos de Morais a propósito do Fundo Soberano.

Aparentemente, neste caso, a PGR alcançou um entendimento com Jean-Claude: ele “devolveu” os três mil milhões de dólares do Fundo Soberano, e saiu em liberdade da sua prisão preventiva, com o compromisso de que não seria processado.

É verdade que este acordo permitiu receber o dinheiro de volta e Jean-Claude pôde recomeçar a sua vida noutro lugar do mundo. Contudo, é um acordo que não vale nada em termos legais. Neste momento, em teoria, a PGR pode, sem qualquer constrangimento, desencadear um procedimento legal contra Jean-Claude.

CABRITTA 2018 : Vamos viver oportunidades em Angola,..para se afastar definitivamente,.. da brutal opressão do “Cabritismo” !..

Não há nenhuma restrição, espécie de amnistia ou acordo judicial homologado por um juiz que garanta qualquer direito a Jean-Claude Bastos de Morais. E, se este indivíduo não quererá ter muito mais a ver com Angola, o mesmo não se dirá de Isabel dos Santos.

Na presente situação normativa, não existem mecanismos legais que permitam um acordo pleno e permanente entre o Estado angolano e Isabel dos Santos.

Pelo contrário, a PGR está obrigada, pelo Princípio da Legalidade, a investigar e prosseguir investigação de todos os factos susceptíveis de constituírem um crime de que tenha conhecimento, como aliás a própria instituição enfatiza no desmentido emitido acerca das negociações com Isabel dos Santos.

Utilizando o jargão jurídico, este Princípio da Legalidade determina que a PGR está vinculada a agir processualmente sempre que adquire notícia do crime.

Isto é, a PGR, sempre que sabe da prática de um crime, é obrigada a abrir instrução preparatória e concluir uma investigação, como decorre do artigo 185.º, n.º 2 da Constituição da República de Angola, sendo de rejeitar juízos de oportunidade ou conveniência

(ou seja, não compete à PGR decidir sobre se vale a pena ou não investigar;

é obrigada a investigar)…

Esta estipulação legal existe para evitar que a PGR actue segundo a vontade individual e os interesses de cada um, podendo apenas obedecer à lei, que deve ser superior às pessoas.

2- Impossibilidade política

Todavia, se existem impedimentos, em termos legais, para qualquer acordo com Isabel dos Santos, o facto mais determinante para essa impossibilidade é político.

LAVA JATO : Afinal .. O Crime Compensa !..

Qualquer acordo será uma derrota de João Lourenço e da sua campanha contra a corrupção.

Da mesma maneira que o anúncio dos processos contra Isabel dos Santos demonstrou que ninguém, absolutamente ninguém, estava acima da lei e que todos poderiam ser investigados, também a desistência destes processos teria o efeito contrário.

Isabel dos Santos tornou-se um símbolo da determinação do presidente e dos órgãos judiciários do país em combater a corrupção.

A partir do momento em que ela pague, nem que seja mil milhões de dólares $$ , isso vai demonstrar que o Estado está à venda e que tudo dependerá do preço.

O sinal será devastador, e abre um precedente gravíssimo.

Para quê haver empenho no combate à corrupção, se no final de contas é uma questão de aritmética ou de poder financeiro ?

Na verdade, este tipo de acordo tornar-se-á um incentivo ao maior e mais rápido saque.

Torna-se importante roubar muito e depressa, porque depois poderá ser preciso devolver alguma coisa se houver um processo legal, pensarão os futuros saqueadores do Estado

Deste modo, os “marimbondos” que se seguem desviarão ainda mais recursos, a contar com uma eventual percentagem para devolução com vista a evitar processos legais.

Consequentemente, o hipotético acordo estabelecido num caso tão simbólico dará um sinal péssimo sobre a seriedade e eficácia do combate à corrupção.

Mas existe uma questão adicional, talvez mais relevante, na óptica do poder político.

Como referimos acima, Isabel dos Santos não é Jean-Claude Bastos de Morais, e não irá, depois de qualquer acordo, “gozar” os milhões que lhe restam no estrangeiro.

É filha primogénita do antigo presidente. Um acordo com a PGR apenas lhe dará fôlego e espaço para vir confrontar e derrotar a política de João Lourenço.

Aquilo que possa parecer hoje uma vitória de Lourenço a favor do Estado angolano – que receberia mil milhões de dólares de volta – será visto no futuro como uma fraqueza do presidente, e na verdade constituirá o início da sua derrota e o fim do seu combate à corrupção.

 

Até porque a opinião pública ficará sempre com a sensação, não interessa se verdadeira ou falsa, de que Isabel dos Santos deveria muitos mais milhares de milhões, e teria usado a informação comprometedora de que disporia sobre outros para garantir o acordo.

Tudo isto fragilizaria João Lourenço.

Certo é que neste momento está em curso um combate pela sobrevivência do Estado angolano, e sobretudo pela necessidade de permitir à população que, finalmente, tenha acesso às riquezas do país.

É aí que deverá centrar-se a atenção institucional.

 

Rui verde – Maka Angola

jornalhorah

3 de Fevereiro, 2020

Partilhar este artigo

Mise en forme : Jinga Davixa

 

KLEPTOCRATIE : un (une) « kleptocrate »  ne peut être promu(e) … Ni ministre, ni dirigeant(e),..  ni xxx..x.. et … ni Vice-xxx..x…..

O CASO ISABEL DOS SANTOS : ..Extradiçao de Portugueses para Angola …

KLEPTO-MANIA : ..“O meu pai disse-me para ter coragem” … – Isabel dos Santos –

100% “CABRITISMO” ? : O terreno de TCHIZÉ no talatona,.. Fraude ou Favoritismo …

CABRITO-LEAKS : .. as empresas de Manuel Vicente …

O CASO ISABEL DOS SANTOS : ..Extradiçao de Portugueses para Angola …

ANGOLA : .. from Colonization to KLEPTOCRACY : .. a history of Angola …

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

CABRITISMO : JES colocado na mira das sanções dos Estados Unidos …

MILUCHA : Não vou trabalhar num governo… onde “o Cabrito” come, …onde está amarrado… – Luísa Abrantes –

ANGOLA : Le pillage d’un pays à travers ses Diamants …

KLEPTO-MANIA : Quê família é essa ?..

ISABEL DOS SANTOS & SINDIKA : Diamonds for ever ?..

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

LAVA JATO : Estados Unidos pedem cabeças do regime …

PRÉSIDENT : Il faut demander des comptes au (x) KLEPTOCRATE (S) …

LAVA JATO : .. Justiça angolana aguarda por FIM de imunidade para investigar Manuel Vicente – PGR …

La Mafia au « poleiro » (MPLA), l’unique organisation criminelle, véritable, que connait l’Angola.

A ascensão e a derrocada.. de ISABEL DOS SANTOS está ligada aos escândalos de corrupção no Brasil,.. pela LAVA-JATO …

CABRITO-FUNDO : O Juiz Presidente Rui Ferreira e a conspiracão ?.. do … “Cabritismo” ?..

ANGOLA : Comunismo, Népotismo, e….Cabritismo !…

HC : aqui aqui nós “carneiramos”,.. bebemos… e enxágue os dentes !..

NITO ALVES : .. uma interview video …

KLEPTO-MANIA : Quê família é essa ?..

LAVA JATO : .. Justiça angolana aguarda por FIM de imunidade para investigar Manuel Vicente – PGR …

CABRITISMO : “90% dos angolanos, quer que MANUEL VICENTE seja julgado em Portugal”…

ANGOLA : 30 MERCEDES « GRAND-LUXE », EXPRESSÉMENT ACHETÉES,.. POUR LA « FIESTA » DE JOÃO-LOURENÇO

KLEPTO-CRACISMO : .. Juntos e misturados na.. roubalheira …

Contact

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cleptocracia, Fuga ao fisco, Lava Jato Etiquetas: , , , ,

Fevereiro 6th, 2020 Por cabritta

Lisboa – Entre as várias empresas ligadas ao ex-vice-presidente de Angola começamos por destacar aquelas que recentemente o Estado angolano reconheceu como tal.

Fonte: E Agora
* Sedrick de carvalho

O delfim que passou a todo-poderoso

A Lektron Capital, anteriormente denominada Global Finance, é uma sociedade anónima criada em 2011 cujo objecto social, segundo o seu estatuto, é o de “gestão de participações sociais noutras sociedades como forma indirecta de exercício de actividades económicas”, para além da prestação de serviços e “quaisquer outras actividades conexas não proibidas por lei”.


O conceito comercial de sociedade anónima em Angola é o de uma offshore: não se regista os proprietários da firma em Diário da República – publicação oficial angolana -, ficando secreto um outro registo onde constam os respectivos nomes.

É assim com a Lektron Capital.

Mas as investigações levadas a cabo por jornalistas angolanos há muito já denunciavam Manuel Vicente como o principal beneficiário efectivo da empresa, sempre negado por este,

até que o Serviço Nacional de Recuperação de Activos da Procuradoria-Geral da Repúblicaacabou por confirmá-lo, em comunicado de imprensa divulgado no passado mês de Junho, onde se pode ler que os beneficiários últimos da Lektron são os senhores Manuel Domingos Vicente e Manuel Hélder Vieira Dias Júnior.

No âmbito de uma campanha nacional de recuperação de activos, a Procuradoria-Geral de Angola (PGR) identificou a Lektron Capital como uma das beneficiárias dos financiamentos públicos levados a cabo pelo Estado nas últimas décadas.

 

 

Essa firma recebeu 125 milhões de dólares norte-americano da SONANGOL tão logo foi criada e com esse dinheiro comprou parte do Banco Económico, anteriormente Banco Espírito Santo – Angola (BESA).

Ou seja, Manuel Vicente, enquanto PCA da SONANGOL, deu dinheiro por empréstimo à Lektron Capital, sua empresa, para comprar o Banco Económico, seu banco, do qual detém 30,9%.

A ilegalidade está por demais patente nesse negócio, numa sucessão de actos promíscuos de improbidade acobertados sempre pelo ex-presidente José Eduardo dos Santos e ignorado pela justiça angolana.

A transformação do BESA em Banco Económico, no dia 20 de Outubro de 2014, tem a mão de Manuel Vicente, à data vice-presidente de Angola, que participou na reunião através do seu duplo representante e conhecido testa-de-ferro Zandre Campos Finda, pelas empresas Lektron Capital e Portmill.

Nesse dia, uma hecatombe se abateu sobre o “BES mau– a divisão do BES em dois feita pelo Banco de Portugal em Agosto de 2014 -, que viu passar a zero os 55,71% que detinha no BESA, e o Novo Banco, substituto do BES em Portugal, fica apenas 9,7% do capital do Banco Económico em Luanda.

A Portmill Investimentos e Telecomunicações é outra empresa com ligações a Manuel Vicente, envolvida também no citado processo contra o procurador português. Essa firma foi a principal beneficiária da privatização da empresa de telecomunicações angolana Movicel ao ficar com 59% do capital, em parceria com a Modus Comunicare.

No relatório «Presidência da República – O epicentro de corrupção em Angola»,

Rafael Marques de Morais explica como foi feita a privatização.

No dia 26 de Agosto de 2009 o conselho de ministros, chefiado por José Eduardo dos Santos, decidiu privatizar a Movicel sem a realização de concurso público.

Dois meses antes, Manuel Vicente e os generais Manuel Hélder Vieira Dias «Kopelipa» e Leopoldino do Nascimento “apartaram-se formalmente da sociedade […] de que eram proprietários, com 99,96% das acções equitativamente repartidas entre si”.

O novo dono, em 99,9%, passou a ser o tenente-coronel Leonardo Lidinikeni, à altura oficial da escolta presidencial, logo,

subordinado ao então ministro de Estado e Chefe da Casa Militar Manuel Hélder Vieira Dias «Kopelipa», que participou no conselho de ministro, juntamente com Manuel Vicente enquanto PCA da petrolífera.

A Companhia de Bioenergia de Angola (BIOCOM), consórcio criado em 2007 pela multinacional brasileira Odebrecht, Damer Indústria e a SONANGOL Holdings, é outra empresa devedora do Estado angolano visada pelo governo de Luanda na campanha de recuperação de activos.

A nota de imprensa da PGR omitiu os angolanos beneficiários efectivos dessa empresa. É o triunvirato de sempre: Manuel Vicente e os generais Manuel Hélder Vieira Dias «Kopelipa» e Leopoldino do Nascimento, através da Damer Indústria, que foi criada três meses antes da BIOCOM, em Julho de 2007, conforme aponta Marques no referido relatório nunca desmentido):

“Como é corrente nos investimentos de vulto aprovados pelo Conselho de Ministros e nas parcerias entre multinacionais estrangeiras e empresas privadas angolanas, parte considerável do capital social é reservada a dirigentes.

A Damer Indústria S.A, criada a 26 de Julho de 2007, pertence, de forma equitativa aos generais Manuel Hélder Vieira Dias Júnior “Kopelipa” e Leopoldino Fragoso do Nascimento em associação a Manuel Vicente, presidente e director-geral do Conselho de Administração da Sonangol, p. 16.

Em 2009 o conselho de ministros aprovou a criação do projecto Unidade Agro-Industrial de Cacuso – Malanje para o cultivo e produção de cana-de-açúcar, esperando fornecer ao país açúcar, álcool e energia eléctrica, e para tal injectou 272.3 milhões de dólares.

As três empresas mencionadas ficaram encarregues do projecto, criando a BIOCOM. E assim, mais uma vez, temos Manuel Vicente, PCA da SONANGOL, a utilizar a subsidiária SONANGOL Holdings para participar com dinheiro público num negócio onde ele é parte pela Damer Indústria.

A base de dados Donos Efectivos de Angola tem 28 empresas associadas a Manuel Vicente.

Entre elas o Banco Angolano de Investimentos (BAI), do qual é dono em 5% através da empresa offshore ABL, conforme referido por Marques que cita um relatório do senado norte-americano publicado em 2010.

O BAI, recém classificado como o maior banco comercial em Angola, tem a SONANGOL como o accionista maioritário, assumindo a vice-presidência do conselho de administração. Manuel Vicente, mais uma vez, à altura aparece para representar a empresa petrolífera, ao mesmo tempo que representava interesses privados – os próprios.

A petrolífera Nazaki é outra empresa de Manuel Vicente, em sociedade com os generais Kopelipa e Leopoldino do Nascimento.

A Nazaki é parceira da norte-americana Cobalt, detida pelos grupos Goldman Sachs e Carlyle, e juntos exploram petróleo nos blocos 9 e 21, referem Jorge Costa, João Teixeira Lopes e Francisco no livro «Os donos angolanos de Portugal».

A Cochan S.A., uma empresa com várias ramificações registada em Angola a 6 de Abril de 2009, é outra empresa em que aparece Manuel Vicente. Com um objecto social diversificado, a Cochan S.A. é dona de outra empresa: a Pumangol, “o mais influente intermediário na venda de petróleo angolano, assim como na distribuição de combustíveis no país”, escreveu Marques.

Entre os accionistas formais da Cochan S.A. figura Zandre Finda, o conhecido testa-de-ferro de Vicente. É administrador executivo da referida Nazaki, também de Vicente.

RELAÇÕES INTERNACIONAIS CRIMINOSAS

Manuel Vicente tem uma vasta rede internacional de relações privadas, e desta faz parte personalidades condenadas em tribunais de vários países e outros com processos em curso.

São os exemplos dos três envolvidos na chamada “Operação Fizz, em Portugal, nomeadamente, Orlando Figueira e os advogados Proença de Carvalho e Paulo Blanco.

Mas há quem tenha sido condenado secretamente a prisão perpétua.

Sam Pa, um dos vários nomes de um empresário chinês que durante anos foi o principal elo entre os negócios de Angola e China, foi detido em Outubro de 2015 sob suspeita de corrupção.

O grupo empresarial que chefiava, denominado Queensway Group, tem ligações a diversas empresas filiadas em Angola, como a Total, a BP e a Glencore. Mas também com a China Sonangol International Holding (CSIH).

E aí aparece o «Sr. Petróleo», na qualidade de director da empresa sediada em Hong Kong,

tendo mesmo exercido essa função cumulativamente com a de vice-presidente de Angola, ao arrepio da constituição

A CSIH é detida em 70% pela Dayuan International Development Limited e 30% pela SONANGOL.

A Dayuan é propriedade de outra empresa, a New Bright International (NBI), que detém 70% e os restantes pertencente ao chinês Wu Yang, que usou o endereço dos serviços secretos chinês para registar as suas empresas, estas associadas da SONANGOL.

Por sua vez, dois outros cidadãos chineses são os proprietários da NBI, e todos estes estão associados ao amigo condenado de Manuel Vicente – Sam Pa.

O jornalista britânico Tom Burgis, autor do livro «A pilhagem de África», conta uma façanha hollywoodiana entre Sam Pa e Manuel Vicente.

Registado como António Sampo Menezes em Angola, Sam Pa aterrou na Guiné Conacri em 2009 com o propósito de expandir os seus negócios àquele território.

O ministro das Minas e Energia à altura, Mahmoud Thiam, foi ;quem recebeu a comitiva, que juntava também Lo Fong Hung, sócios na Dayuan.

Thiam informou o presidente Moussa Dadis Camara (2008 – 2010), e imediatamente decidiu investigar os chineses.

Sam Pa, em jeito de garantia, citou a sua fraterna amizade com o «Sr. Petróleo» de África, que Thiam conhecia do tempo que trabalhou na banca.

Ao ouvir o nome Manuel Vicente ficou boquiaberto, mas, receoso, desafiou Sam Pa a deslocar-se a Conacri na companhia do amigo de Luanda nos seguintes termos: “Se vocês são tão amigos de Manuel Vicente, voltem cá com ele”, p. 162.

Sam Pa surpreendeu o governo quando três dias depois aterrou em Conacri no mesmo avião com Manuel Vicente, e no mesmo dia foram recebidos pelo presidente Dadis.

A Dayuan, anteriormente Beya, criou em 2003 a China International Fund Limited (CIF) “que passou a gerir as linhas de crédito e os projectos de reconstrução sob a alçada do então Gabinete de Reconstrução Nacional, chefiado pelo general Kopelipa, frisa Rafael Marques de Morais no seu concorrido site Maka Angola.

E no meio do CIF e outros negócios surge outro “velho amigo” da presidência angolana: o traficante de armas franco-angolano Pierre Falcone, que chegou a cumprir pena de prisão em Paris.

Juntos, Manuel Vicente e amigos formam um cartel criminoso dedicado a delapidação das riquezas do Estado angolano.

Em Portugal não faltam indivíduos com ligações a Vicente, ainda que fracas ligações. É o caso de Armando Vara, ex-ministro das Finanças no governo de José Sócrates.

Actualmente condenado a cinco anos de prisão por três crimes de tráfico de influência no caso «Face Oculta», Armando Vara cruzou-se com Manuel Vicente enquanto vice-presidente do banco BCP, em Portugal, do qual a SONANGOL é acionista com 19,4%.

O TODO-PODEROSO NO PALÁCIO DA CIDADE ALTA

Enquanto várias personalidades da anterior administração chefiada por José Eduardo dos Santos têm sido investigadas por corrupção, estranhamente Manuel Vicente, comprovado corruptor de um magistrado em Portugal, permanece intocável em Angola.

É deputado pelo partido MPLA, e membro do seu comité central, mas tem sido também referido como conselheiro especial do presidente João Lourenço para as questões de petróleo, o que lhe dá acesso directo ao palácio presidencial localizado na cidade alta de Luanda.

Discreto como sempre, o «Sr. Petróleo», que deixou de ser «O Irritante» nas relações entre Angola e Portugal, evidencia ser exímio manobrador político.

O seu “padrinho” José Eduardo dos Santos também figura entre os visados pelos discursos contra a corrupção proferidos por João Lourenço, que apelidou demarimbondosos “traidores da pátria”.

O clima de crispação entre Lourenço e JES chegou ao ponto de o último recusar-se a viajar em avião cedido pelo Estado, mesmo com a intervenção directa do presidente.

Em reacção à lista de empresas que beneficiaram dos fundos públicos divulgada pela PGR, a Lektron Capital, de Manuel Vicente, “procedeu a entrega voluntária das participações sociais [que detinha no Banco Económico] ao Estado angolano”, referiu a PGR.

Todos os indícios de enriquecimento ilícito, corrupção, peculato e associação criminosa que elencamos parecem não ser suficientes para a PGR angolana instaurar um processo-crime contra Manuel Vicente, nem para o presidente mantê-lo afastado.

É apontado como o homem mais rico de Angola, detentor de informações financeiras importantes e de ser indispensável ao presidente Lourenço por essa razão.

____________________

A presente investigação foi realizada com o apoio do Global Anti-Corruption Consortium e da Transparência e Integridade/ Transparency International Portugal

Fonte: E Agora –  janeiro 13, 2020
* Sedrick de carvalho

Mise en forme : jinga Davixa

Partilhe este artigo

 

LAVA JATO : .. Justiça angolana aguarda por FIM de imunidade para investigar Manuel Vicente – PGR …

KLEPTO-CRACISMO : .. Juntos e misturados na.. roubalheira …

ANGOLA : Une Banque Centrale,.. un pillage de 500 millions de $$ dollars et digne de… «Ocean’s Eleven» – -du genre intriguant,.. mis en échec par un caissier de la HSBC…

KLEPTO-MANIA : Quê família é essa ?..

KLEPTOCRATIE : Le général « DINO », commandant du Coup-Politique et illégal à la BESA …

LAVA JATO : .. Justiça angolana aguarda por FIM de imunidade para investigar Manuel Vicente – PGR …

O CASO ISABEL DOS SANTOS : ..Extradiçao de Portugueses para Angola …

 

LAVA JATO : .. Justiça angolana aguarda por FIM de imunidade para investigar Manuel Vicente – PGR …

KLEPTOCRACIA : insulto, desdém … e.. « Cabritismo » …

LAVA JATO : ..Congeladas contas bancárias de Higino Carneiro,.. Manuel Rebelais e outras figuras políticas na Suíça …

CABRITISMO : ..Governantes de Angola acusados de .. » Criminosos » .. (video..)..

ANGOLA : Le pillage d’un pays à travers ses Diamants …

CABRITISMO : Comment le Brésilien Odebrecht a aidé les généraux angolais à devenir « chefs d’entreprises » …

PROTECTORAT LUNDA-TCHOKWÉ : LES 5 MILITANTS JETÉS EN PRISON, VIENNENT D’ÊTRE LIBÉRÉS, APRÈS 7 MOIS D’INCARCÉRATION.

LAVA JATO : ..Congeladas contas bancárias de Higino Carneiro,.. na Suíça …

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

ANGOLA : Conseils pratiques pour prisonniers .. de Luxe .. et autres..”V.I.P” ?.. – Rafael Marquès de Morais

ANGOLA : Droit à la Santé et Crimes contre l’humanité …

http://lava-jato.com/casa-ce-unita-makuta-nkondo-censurada-na-radio-despertar-diz-que-adalberto-costa-junior-e-um-dirigente-cheio-de-bla-bla-bla

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

   Send article as PDF   

Publicado em Cleptocracia, Fuga ao fisco, investigacoes, Lava Jato Etiquetas: , ,

Fevereiro 1st, 2020 Por cabritta

. rainha da cocada

Em Dezembro de 2019, quando ainda se achava a “rainha da cocada, ou seja, quando muito europeu rastejava aos seus pés,

Isabel dos Santos disse ao Observador que Tchizé dos Santos, Zenu, Coreón e outros eram apenas meios irmãos”, com os quais não tinha uma relação próxima”.

Agora que está a ver o diabo a assar sardinha, a antiga “Princesa reclama que está a ser perseguida por ser negra africana.

1- Primeira questão: desde quando é que ela assumiu a sua africanidade ?..

2- Segunda questão: os negros africanos não têm meios irmãos.

        .. os negros africanos .. até o primo é irmão

Têm irmãos e ponto final. Em muitos casos, até o primo é irmão.    

Esse conceito de meio-irmão é dos europeus, de quem Isabel é mais próxima do que dos seus próprios irmãos.

Colocado perante a hecatombe que se abateu sobre Isabel, Coreón Dú deu o troco:

não tenho qualquer interesse em envolver-se em discussões sobre “a política de Angola ou qualquer forma de intriga política que envolva as suas (de Isabel) instituições ou figuras”.

Coitado do ex-PR: além da embrulhada em que se viu envolvido em virtude de ter transformado Angola num parque de diversão dos seus filhos,

o velho a família a esfarelar-se completamente.

E convém lembrar que ao velho já falta, faz algum tempo, uma cara-metade.

Não há dúvida que o velho está a levar uma vida de cão contra qual não tem a menor

  .. parque de diversão

serventia os biliões que ele e os filhos, pelo menos as duas moças, roubaram.

 

Por Graça Campos

Correio Angolense – 31 de janeiro de 2020

Partilhe este artigo

Mise en forme : jinga Davixa

 

JES : Le parrain de la corruption,.. doit lui aussi, être entendu par la justice…

Ils nous volent tout ce qu’ils peuvent,… ne laissent rien, rien et rien !…

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

O CASO ISABEL DOS SANTOS : ..Extradiçao de Portugueses para Angola …

A ascensão e a derrocada.. de ISABEL DOS SANTOS está ligada aos escândalos de corrupção no Brasil,.. pela LAVA-JATO …

SINDIKA DOKOLO : .. O… »Oligarq-ismo » .. « Colecionar-ismo »,.. e… e.. « Cabrit-ismo » ?..

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

LAVA JATO : Banco Inglês ameaça encerrar contas de Tchizé …

LAVA JATO : .. Justiça angolana aguarda por FIM de imunidade para investigar Manuel Vicente – PGR …

CABRITISMO : ..Governantes de Angola acusados de .. » Criminosos » .. (video..)..

« J.E.S reste le maître,… en matière de corruption » – Rafael Marques

DOS SANTOS : .. O “Cabritismo” uni-pessoal …

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cleptocracia, Corrupcao, Interview Etiquetas: , , ,

Janeiro 16th, 2020 Por cabritta

A relação de PT e Odebrecht com a queda da mulher mais rica da África

A ascensão e a derrocada de Isabel dos Santos está umbilicalmente ligada aos escândalos de corrupção descobertos no Brasil pela Lava-Jato

A empresária Isabel dos Santos é uma figura digna de ingressar nas páginas de livros de história contemporânea da África e do mundo.

Com fortuna avaliada em 3,7 bilhões de $$ dólares, a jornada da angolana que vendia frutas com a avó em feiras de Luanda, capital do país, aos 9 anos de idade, e construiu um império na área de energia e telecomunicações no país, tornando-se a mulher de negócios mais bem-sucedida de Angola,

poderia ser o exemplo para a miríade de jovens em situação de miséria ao seu redor.

Exemplo de empreendedorismo e garraNão é bem assim.

A multimilionária de 46 anos é filha de José Eduardo dos Santos, presidente mais longevo de seu país — mandou em Angola de 1979 a 2017, quando renunciou ao posto — e sua história está intimamente ligada aos recém-descobertos escândalos de corrupção.

A cereja do bolo: três organizações brasileiras aparecem constantemente em sua biografia: BNDESOdebrecht PT.

 

A partir do fim da ditadura de seu pai e com o compromisso do sucessor, João Lourenço, de combater a corrupção, o cerco se fechou contra Isabel.

Ela é acusada de atuar como laranja de Eduardo Santos: “Estamos a viver um acerto de contas”, disse na terça-feira passada, 7, em sua conta de Twitter.

“Para João Lourenço, a remoção definitiva do cenário política de seu antecessor e de sua família é a garantia de manter um domínio indiscutível no aparato partidário.” Segundo ela, nada de sua fortuna se relaciona ao fato de seu pai ter comandado o pais com mãos de ferro por décadas. Contudo, seu primeiro grande negócio surgiu numa licitação pública.

Ela conquistou a concessão de uma rede de telecomunicações, a Unitel. Devido à Guerra Civil vivida pelo país, concorrentes internacionais não apareceram para o pleito, realizado em 2001. Desde então, Isabel conquistava parcerias com as estatais do país, fato que, diz ela, era fruto apenas de seu trabalho.

O reconhecimento veio: em 2015, a angolana foi reconhecida pela rede britânica BBC como uma das cem mulheres mais influentes do mundo. O ocaso viria poucos anos depois.

 

No dia 30 de dezembro do ano passado, a Procuradoria-Geral da República de Angola decretou o bloqueio das contas de Isabel e seu marido, o filho de banqueiro e colecionador de arte Sindika Dokolo em quatro bancos angolanos, fora o bloqueio de ações mantidas por eles. A suspeita envolvendo a magnata envolve o prejuízo de mais de 1 bilhão de $$ dólares por meio de negócios envolvendo estatais do país: a Sodiam, de exploração de diamantes; e a Sonangol, de petróleo. A suspeita é de que as estatais foram utilizadas para operacionalizar esquemas de corrupção.

Em relação aos diamantes, suspeita-se de que Isabel e seu marido arquitetaram a venda de diamantes abaixo do preço de mercado para suas empresas e lucrava com a venda das pedras para joalherias.

No caso da empresa de petróleo, Isabel é acusada de captar recursos da empresa para seus negócios e nunca ressarcir a estatal.

Ela nega qualquer irregularidade nos negócios e atribui o bloqueio a um movimento político para desestabilizar a família Santos.

Angola, por anos, foi um país que rendeu muitos frutos para grandes organizações brasileiras. A Odebrecht, até 2014, era a maior empresa privada do país. Grande parte de seu poderio advinha aos empréstimos de 3,3 bilhões de $$ dólares feitos pelo BNDES para fomentar as exportações da empreiteira ao país africano.

Tudo, claro, arquitetado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, conforme VEJA revelou após abrir a caixa-preta do banco de fomento.

Como descoberto pela Operação Lava-Jato, durante os anos de gestão petista, os presidentes daqui e de lá conquistaram uma relação de parceria, com a anuência do BNDES.

O petista fechou com o angolano uma série de parcerias e investimentos, com a colaboração do Clube das Empreiteiras, desmantelado pela força-tarefa, e fechavam projetos no país financiados pelo BNDES, realizados pelas empreiteiras brasileiras.

No centro da negociata, a Odebrecht era rainha. A empresa monopolizava os acordos no país, com a anuência de Lula. Em contrapartida às obras conquistadas na África, a empreiteira contribuía para o Partido dos Trabalhadores.

Do total de 489 milhões de reais em propinas pagas à alta cúpula petista entre 2009, no fim do segundo mandato de Lula, e 2014, ano em que presenteou Dilma Rousseff com a reeleição, 364 milhões vieram da Odebrecht.

Qual a relação entre Odebrecht e Isabel: a empreiteira é nada menos do que sócia da empresa de petróleo comandada por ela e detém exatos 15% da companhia.

Em seu acordo de delação, o ex-manda-chuva da empresa Marcelo Odebrecht revelou o acerto de propinas para o PT relacionados aos contratos conquistados em Angola.

A companhia e o partido mantiveram por anos José Eduardo dos Santos como ditador do país.

O marqueteiro João Santana, que trabalhou nas eleições do pai de Isabel em 2012, contou em acordo de delação premiada que a empreiteira enviou 50 milhões $$ de dólares para financiar a reeleição de Santos.

A ascensão e queda da mulher mais ricada África está umbilicalmente conectada à empresa que um dia foi a maior companhia privada do Brasil.

 

Por Victor Irajá – Atualizado em 14 jan 2020, 22h04 – Publicado em 14 jan 2020, 16h09

Isabel dos Santos, a mulher mais rica de Angola Mikhail Metzel/Getty Images

Mise en forme : jinga Davixa

 

CABRITISMO : Comment le Brésilien Odebrecht a aidé les généraux angolais à devenir « chefs d’entreprises » …

LAVA JATO : « Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia »… – Rafael Marques –

ANGOLA : Droit à la Santé et Crimes contre l’humanité …

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

ANGOLA : Conseils pratiques pour prisonniers .. de Luxe .. et autres..”V.I.P” ?.. – Rafael Marquès de Morais

KLEPTO-CRACISMO : .. Juntos,.. no.. “Cabritismo” …

KLEPTO-MANIA : João Lourenço manda arrestar tudo o que é de ISABEL DOS SANTOS …

SONANGOL : a Belinha ?.. come,..come,.. tudo,.. onde ela é amarrada !.. – “cabritta”

LAVA-JATO EM ANGOLA …

LAVA JATO : « Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia »… – Rafael Marques –

ANGOLA : é para quando ?.. o flagrante delit ? de roubo de dinheiro …e de… “Cabritismo” ?…

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

ANGOLA : Le pillage d’un pays à travers ses Diamants …

LAVA JATO : Dívidas de Angola devem ser investigadas, dizem economistas …

KLEPTO-MANIA : O « Cabritismo » $$ … ate… nas artes ?.. $$…

KLEPTO-MANIA : ..“O meu pai disse-me para ter coragem” … – Isabel dos Santos –

ANGOLA : Conseils pratiques pour prisonniers .. de Luxe .. et autres..”V.I.P” ?.. – Rafael Marquès de Morais

ANGOLA : Droit à la Santé et Crimes contre l’humanité …

Les tentacules de la corruption brésilienne, sont déjà arrivées en Angola

ANGOLA : L’esclavage (du peuple) enrichit le MPLA.

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

KLEPTO-CRACISMO : .. Juntos e misturados na.. roubalheira …

CABRITTA 2018 : Vamos viver oportunidades em Angola,..para se afastar definitivamente,.. da brutal opressão do “Cabritismo” !..

ANGOLA : « Il peut y avoir pardon,.. mais l’argent expatrié doit être restitué à l’Etat, sans conditions » – Pr. Fernando Macedo –

«Tôt ou tard, ils finiront en prison » – Rafael Marques

LAVA JATO : “Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia”… – Rafael Marques –

Les tentacules de la corruption brésilienne, sont déjà arrivées en Angola

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cleptocracia, Corrupcao Etiquetas: , , ,

Janeiro 13th, 2020 Por cabritta

As contas bancárias de Higino Carneiro, vice-Presidente do Parlamento, ex-governador da província de Luanda, e do deputado Manuel Rabelais, ex-ministro da Comunicação Social, foram congeladas, na sequência das investigações da Inspeção Geral do Estado sobre irregularidades na gestão de fundos públicos.

  .. Higino Carneiro,.. Manuel Rebelais …      .. Higino Carneiro … et outras …

Higino Carneiro pede apoio a José Eduardo dos Santos

As anomalias terão sido detetadas após um levantamento preliminar feito por peritos da Inspeção Geral do Estado, que, por ordem do Presidente João Lourenço, estão a passar “a pente fino” as contas de vários organismos públicos.

O Expresso apurou que entre eles figuram alguns governos provinciais, a Epal (empresa pública das águas) e o Ministério dos Transportes, com destaque para o Conselho Nacional de Carregadores, um departamento que, movimentando anualmente milhões de dólares, funcionava como uma espécie de “saco azul” da antiga liderança do sector.

   .. Higino Carneiro pede apoio a José Eduardo dos Santos … 

 

O ex-ministro da Comunicação Social cujas contas bancárias foram agora congeladas não quis pronunciar-se, remetendo a questão para o seu advogado.

Quanto ao antigo ministro dos Transportes Augusto Tomás – sobre o qual recaem graves suspeitas de gestão danosa e apropriação ilícita de bens públicos -, aguarda pelo regresso ao Parlamento (foi eleito deputado, cargo que não exerceu por ter sido nomeado ministro) para reaver imunidade.

Uma fonte do ministério das Finanças, que pediu para não ser identificada, admite que também as contas bancárias de Augusto Tomás possam ser congeladas.

 

AMBIENTE POLÍTICO MAIS AGITADO

O ambiente político no seio do MPLA começou a ficar mais agitado na semana passada, depois de terem sido vasculhadas as contas da gestão de Higino Carneiro enquanto este esteve à frente dos destinos da capital angolana.

O antigo governador terá pedido apoio ao anterior Presidente, José Eduardo dos Santos e, depois, terá forçado a inclusão da discussão do seu caso na mais recente reunião da cúpula do MPLA.

A intenção seria, segundo alguns analistas, encorajar Eduardo dos Santos a colocar também em cima da mesa a problemática das investigações judiciais que estão a ser feitas aos seus filhos pela

Procuradoria Geral da República e a denunciar o envolvimento em casos de corrupção de muitos dos atuais dirigentes apoiantes do Presidente João Lourenço.

Disporá até de informação privilegiada, mas José Eduardo dos Santos arriscar-se-ia a ser rapidamente acusado de ter sido o principal mentor da corrupção em Angola, logo não tem moral para levantar um problema desta natureza”, disse ao Expresso o jurista Adalberto Faria.

 .. José Eduardo dos Santos .. o principal mentor da corrupção em Angola ?..

 .. José Eduardo dos Santos .. o principal mentor da corrupção em Angola ?..

Sentindo-se isolado e perante evidências comprometedoras, após ter sido recebido em audiência por João Lourenço Higino Carneiro acabaria por recuar e solicitar a retirada de tão polémico ponto da agenda de trabalho da liderança do MPLA.

Perante a delicadeza do tema, José Eduardo dos Santos terá preferido também abster-se de tomar qualquer iniciativa, e ainda acabou por assistir ao ruir do projecto de (mais)

um negócio multimilionário envolvendo a empresa brasileira Odebrecht, que durante dezenas de anos foi considerada um dos braços financeiros da sua governação.

O negócio em causa era sobre a manutenção das barragens de Laúca, Cambambe e Kapanda, num montante global de 900 milhões de € dólares.

Neste quadro, José Eduardo dos Santos terá rejeitado a intenção da direcção do seu partido de levar a cabo um vasto programa de homenagens à sua figura.

Não há clima político e psicológico para tais honrarias, reconheceu um deputado do MPLA.

Expresso

JANEIRO 12, 2020

Partilhar este artigo

Mise en forme : jinga Davixa

 

CABRITO-HIGINO : O … “higiênio” do “cabritismo”… afinal ?..

ANGOLA : UN PAYS DE KANGAMBA’S !..

ANGOLA : Droit à la Santé et Crimes contre l’humanité …

LAVA JATO : .. um fardo chamado,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

HC : aqui aqui nós “carneiramos”,.. bebemos… e enxágue os dentes !..

KLEPTO-CRACISMO : .. Juntos e misturados na.. roubalheira …

KLEPTOCRATIE : José de Lima Massano,.. L’actuel gouverneur de la Banque nationale d’Angola (BNA),.. complice du pillage et du saque,.. de la B.E.S.A,.. (entre autres…)… (« Cabritsmo ?.. »)…

LAVA-JATO EM ANGOLA …

PRÉSIDENT : une immunité à Vie du Dictateur n’est plus du tout garantie…

CABRITISMO : João Lourenço manda arrestar tudo o que é de ISABEL DOS SANTOS …

MAKUTA NKONDO : .. diz que Adalberto Costa Júnior é um dirigente cheio de blá blá blá,.. censurada na Rádio Despertar…

ANGOLA : Joao Lourenço a nommé un « Bulldozer » gouverneur à Cabinda

KLEPTO-CRACISMO : .. Juntos,.. no.. “Cabritismo” …

KLEPTO-CRATISMO : Lopo do Nascimento diz que “vai acontecer a outros” o que se passou com Isabel dos Santos …

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

LAVA JATO : « Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia »… – Rafael Marques –

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

ANGOLA : .. Se soigner, est un luxe !..

FOLHA 8 : Consulta apenas de rotina ?.. impede presenca do Ex-PGR João Maria de Sousa, no Tribunal Provincial de Luanda …

Luanda : patients hospitalisés, les proches dorment dans la rue.

ANGOLA : Droit à la Santé et Crimes contre l’humanité …

Cólera, Zika… Mota-Engil

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

Angola : l’épidémie de choléra a dejà affecté 150 personnes à Luanda, Cabinda et Zaire.

HC : aqui aqui nós “carneiramos”,.. bebemos… e enxágue os dentes !..

KLEPTO-CRACISMO : .. Juntos,.. no.. “Cabritismo” …

LAVA JATO : Estados Unidos pedem cabeças do regime …

LAVA JATO : “Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia”… – Rafael Marques –

CABRITTA : Conselhos praticos para presos de luxo… e ..outros .. “V.I.P” : .. BASTA de “Cabritismo” ?..

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

MAKUTA NKONDO : .. diz que Adalberto Costa Júnior é um dirigente cheio de blá blá blá,.. censurada na Rádio Despertar…

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

HC : aqui aqui nós “carneiramos”,.. bebemos… e enxágue os dentes !..

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cleptocracia, Corrupcao, Fuga ao fisco, Lava Jato Etiquetas: ,

Janeiro 6th, 2020 Por cabritta

O jornalista angolano Rafael Marques é acusado pelo Procurador-Geral da República de crime contra a segurança do Estado.

Em entrevista à DWMarques promete não baixar os braços.

O jornalista angolano Rafael Marques conta em entrevista à DW África que recebeu esta terça-feira (20.06) uma acusação formal de crime contra a segurança do Estado por alegadas injúrias ao Presidente da República e ao Procurador-Geral da República.

Em causa está um artigo publicado no portal Maka Angola, em outubro, onde Marques denunciava negócios privados do Procurador João Maria de Sousa, em desrespeito da Constituição, com o consentimento do chefe de Estado, José Eduardo dos Santos.

     ..são eles que vão acabar na cadeia

 

Marques foi ouvido em dezembro a propósito deste caso no Serviço de Investigação Criminal, em Luanda. Mas, de lá para cá, a acusação terá mudado.

A DW África tentou entrar em contacto com o Gabinete do Procurador João Maria de Sousa, sem sucesso. Rafael Marques, jornalista e ativista dos direitos humanos angolano

DW África: Em que consta esta nova acusação ?

Rafael Marques (RM): Ontem [20.06] recebi a acusação do Ministério Público segundo a qual cometi crime contra a segurança do Estado por supostas injúrias ao Presidente da República e ao Procurador-Geral da República.

Isso tem a ver com um artigo publicado em novembro de 2016 que denunciava uma compra de terreno pelo Procurador, enquanto exercia essas funções, para a construção de um condomínio residencial, embora o tenha comprado como terreno rural e pago por um preço rural.

Referi ainda que, ao longo das suas funções, o Procurador tem-se envolvido numa série de negócios, inclusive como sócio-gerente, mas nada acontece porque é apadrinhado pelo Presidente, que lhe ampara o jogo, pois é o Presidente quem o nomeia e demite, e o chefe de Estado sempre ignorou as falcatruas do Procurador-Geral da República.

     ..são eles que vão acabar na cadeia

 

DW África: Na altura em que publicou o artigo, obteve uma reação do Procurador?

RM: Enviei uma série de questões ao Procurador-Geral da República, tenho um documento assinado pela Procuradoria em como as recebeu, mas o Procurador nunca respondeu às perguntas que enviei.

DW África: Em que difere esta acusação que recebeu agora formalmente de uma outra feita em dezembro pelo Procurador, sobre este caso ?

     ..são eles que vão acabar na cadeia

 

RM: Quando eu fui interrogado em dezembro, o que vi lá era uma queixa por difamação. Nessa altura, a alusão era de que o Procurador não tinha terreno. Agora, já teria terreno mas não pagou os emolumentos.Isto, vindo de um Procurador… não tenho palavras para descrever o estado da Justiça.

DW África: Ou seja, a acusação mudou nestes meses ?

RM: Sim. [Em dezembro] não respondi por acusação nenhuma de crimes contra a segurança do Estado. Agora, sou acusado disso por causa de um terreno. De facto, a criatividade destes indivíduos para a ‘bandidagem’ ultrapassa qualquer marca de bom senso.

Ouvir o áudio03:39

Rafael Marques: “São eles que acabarão na cadeia

DW África: Este caso vai agora para tribunal ?

RM: Eu já fui notificado pelo tribunal, o que é também caricato. Quem me veio trazer a notificação foi o Tribunal Provincial de Luanda.

DW África: Já sabe quando será o julgamento ou quando será ouvido em tribunal?

RM: Estou à espera da marcação da data, e espero que o [Presidente] José Eduardo [dos Santos] também apareça lá para justificar como o injuriei – e eu digo que ele é o padrinho da corrupção em Angola.

Estão aí tantas provas que apresentei à Procuradoria-Geral da República e o que é que o Procurador-Geral faz ? Engaveta-as todas.

DW África: Acha que esta acusação poderá ter alguma coisa a ver com uma decisão deste mês da Justiça portuguesa, que deu “luz verde”

para investigar o crime de branqueamento de capitais, a propósito do caso “Tchizé” dos Santos, e depois de uma denúncia sua ?

RM: Obviamente, esses indivíduos sonham, todos os dias, com uma estratégia qualquer ou conspiram uma forma de me silenciar.

E aproveitam qualquer oportunidade que tenham para o fazer, e estão no seu direito: São bandidos, têm mesmo de agir assim.

     ..são eles que vão acabar na cadeia

 

Mas eu também, como cidadão que defende a integridade e honestidade neste país, também tenho o direito de, todos os dias, descobrir as falcatruas, os saques que cometem, e denunciá-los.

    .. Tarde ou cedo

Agora, venham com tribunais, com armas, com o que quiserem – de uma coisa podem ter a certeza:

Tarde ou cedo,..

são eles que vão acabar na cadeia

DW Africa

Mise en forme : jinga Davixa

 

Contact

ANGOLA : QUI NE VIT PAS POUR SERVIR,… NE DOIT PAS SE SERVIR POUR VIVRE !…

KLEPTO-MANIA : .. um fardo chamado,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

ANGOLA : LES .. PREVARICATIONS ?.. DE JOÃO MARIA DE SOUSA…

CABRITO-FUNDO : O Juiz Presidente Rui Ferreira e a conspiracão ?.. do … “Cabritismo” ?..

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

DITADURA : ..(Já) temos em Angola um sistema judicial credível ?..

LAVA JATO : Banco Inglês ameaça encerrar contas de Tchizé …

ANGOLA : Eux !..claquent des fortunes $$$,..au nez et à la barbe de 20 millions d’affamés !..$$

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

Une « Consultation de routine » permet à João Maria de Sousa, (plaignant et ex-PGR) de ne pas se présenter, au procès dans lequel Rafael Marques est poursuivi…

CRIMINELS ?… Le problème des dirigeants du MPLA ?… ne pas se soucier, des preuves rassemblées !..

KLEPTO-MANIA : SIC notifica empresa ligada a LOPO DO NASCIMENTO …

DIREITOS HUMANOS : .. a Crueldade do general Zé MARIA,.. e João MARIA de SOUSA, que nos levou a prisão – Osvaldo Caholo …

PRÉSIDENT : Il faut demander des comptes au (x) KLEPTOCRATE (S) …

CORRUPTION : La province de BIE possède les dirigeants,.. et les chefs,.. les plus corrompus de l’ Angola…

ANGOLA : Une Banque Centrale,.. un pillage de 500 millions de $$ dollars et digne de… «Ocean’s Eleven» – -du genre intriguant,.. mis en échec par un caissier de la HSBC…

Ils nous volent tout ce qu’ils peuvent,… ne laissent rien, rien et rien !…

CABRITO-FUNDO : O Juiz Presidente Rui Ferreira e a conspiracão ?.. do … “Cabritismo” ?..

ZENU : O “Cabritismo” ?.. num “musseque” de Londres ?..

ANGOLA : La transigeance comme caractéristique politique… (… une trahison par faiblesse ?.. ou par intérêt ?.. )

KLEPTOCRATIE : José de Lima Massano,.. L’actuel gouverneur de la Banque nationale d’Angola (BNA),.. complice du pillage et du saque,.. de la B.E.S.A,.. (entre autres…)… (« Cabritsmo ?.. »)…

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

BESA : um “cabritismo” altos lugares… altas figuras…e..”V.I.P” ?.. – Cabritta investigadora –

ANGOLA : LES .. PREVARICATIONS ?.. DE JOÃO MARIA DE SOUSA…

KLEPTO-MANIA : SIC notifica empresa ligada a LOPO DO NASCIMENTO …

OBJECTIF-CABRITISMO : La Sté privée IMEXCO … payait des salaires mensuels au Procureur Général de la République. (João Maria de Sousa !..)

KLEPTO-MANIA : ..“O meu pai disse-me para ter coragem” … – Isabel dos Santos –

Contact

«Tôt ou tard, ils finiront en prison » – Rafael Marques

 

ANGOLA : Ces « Messieurs », seraient déjà démis de leurs fonctions, et arrêtés ! (dans certains pays occidentaux) – II

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cleptocracia, Corrupcao, Ditadura, investigacoes Etiquetas: , , , ,

Dezembro 31st, 2019 Por cabritta

 

O Estado angolano (do MPLA, na versão João Lourenço), através da sua sucursal política e supostamente jurídica – o Ministério Público, junto do Serviço Nacional de Recuperação de Activos

requereu uma providência cautelar de arresto das contas e empresas de Isabel José dos Santos e do seu marido Sindika Dokolo,

bem como contra Mário Filipe Moreira Leite da Silva, titular do passaporte  J467281, actualmente Presidente do Conselho de administração do Banco do Fomento de Angola(BFA)

  ..Mario Leite da Silva e Isabel dos Santos …

Só fica mesmo a faltar retirar o título de Presidente Emérito outorgado a José Eduardo dos Santos, depois condená-lo, mesmo que à revelia, à pena de morte (texto em desenvolvimento).

.. retirar o título de Presidente Emérito outorgado a José Eduardo dos Santos

De acordo com a “sentença” de João Lourenço, assinada pelo Ministério Público, a pretensão tem por base a transcrição que se segue, “traduzida” para português pelo Folha 8 que purgou os ataques linguísticos do texto do Ministério Público:

«Que a SONALGOL EP- Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola, com objectivo de participar em negócios no sector petrolífero na Europa, decidiu constituir juntamente com a empresa EXEM AFRICA LIMITED, posteriormente EXEM ENERGY BV, a sociedade ESPERAZA HOLDING BV;

Que os requeridos Isabel José dos Santos e Sindika Dokolo, são beneficiários últimos da sociedade EXEM ENERGY BV;

Que a ESPERAZA HOLDING BV é uma sociedade de direito Holandês inicialmente detida 60% pela SONANGOL EP e 40% pela EXEM ENERGY BV;

Para a realização do capital social da sociedade ESPERAZA HOLDING BV a SONANGOL EP entrou com 100% do capital, correspondente a 193.465.406,23 Euros € (cento e noventa e três milhões quatrocentos e sessenta e cinco mil quatrocentos e sessenta e seis euros e vinte e três cêntimos);

Que a EXEM ENERGY BV, se comprometeu a devolver à SONANGOL EP o valor correspondente a 40% do capital que detinha na sociedade, designadamente, 75.075.880,00 Euros € (setenta e cinco milhões, setenta e cinco mil e oitocentos e oitenta euros);

Que a EXEM ENERGY BV não procedeu à restituição do valor até à presente data, apesar de várias vezes interpelada para o efeito;

Que a empresa ESPERAZA HOLDING BV foi criada com objectivo de participar com o GRUPO AMORIM em negócios do sector petrolífero, detendo 45% das acções do capital do GRUPO AMORIM;

Que a SONANGOL EP Pretende desvincular-se da relação contratual que mantém com a EXEM ENERGY BV;

Que a requerida Isabel José dos Santos nas vestes de Presidente do Conselho de Administração da SONANGOL EP, nas vésperas da sua exoneração, autorizou que a empresa EXEM ENERGY BV procedesse à devolução dos valores em dívida, porém em kwanzas, tendo efectuado uma transferência no valor de AOA 11.888.704,792;

Ao aperceber-se que a transferência fora feita em kwanzas, o novo Conselho de Administração da SONANGOL EP, procedeu à devolução do valor e exigiu que o pagamento fosse feito na moeda convencionada;

Que depois da devolução dos valores pagos em kwanzas, os requeridos não efectuaram o pagamento de nenhum outro valor;

Que em Agosto de 2010, o executivo angolano, chefiado na altura pelo Ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos decidiu comercializar diamantes angolanos no exterior do País;

Para o efeito entendeu investir em uma empresa Suíça, DE GRISOGONO JOALHARIA DE LUXO que se encontrava em falência técnica em virtude de uma dívida para com os Bancos UBSBanque Cantonale de Genebra e BCV;

Que o ExPresidente da República decidiu comprar a dívida da sociedade DE GRISOGONO – JOALHARIA DE LUXO juntos dos Bancos e oferecer o negócio aos requeridos Isabel José dos Santos e Sindika Dokolo, sua filha e seu genro, designadamente;

Como contrapartida no negócio, os donos da empresa DE GRISOGONO JOALHARIA DE LUXO, cederiam a sua participação social à SODIAM EP e aos requeridos Isabel José dos Santos e Sindika Dokolo, por intermédio de empresas veículo;

Que foi criada na República de Malta, a empresa VICTORIA HOLDING LIMITED com o capital social de 3.000,00 Euros (três mil Euros), cujos sócios eram a SODIAM EP, na altura com 50% das participações sociais e a EXEM MINING BV com 50% das participações sociais;

Que a empresa EXEM MINING BV era controlada pelos requeridos Isabel José dos Santos e Sindika Dokolo;

Que Mário Filipe Moreira Leite da Silva era o Director Geral da sociedade VICTORIA HOLDING LIMITED;

Que a 14 de Fevereiro de 2012, a SODIAM EP, contraiu um empréstimo junto do Banco Internacional de Crédito (BIC) no valor de AOA 120.000.000,00 ( $$ cento e vinte milhões de Dólares Norte Americanos);

Que o valor do empréstimos serviu para financiar as operações referentes a empresa DE GRISOGONO e a VICTORIA HOLDING BV;

Que por Despacho Presidencial n°20/2012 de 23 de Fevereiro, foi emitida uma garantia soberana para caucionar o financiamento junto do BIC;

Deste financiamento, a SODIAM EP, transferiu de forma faseada para a VICTORIA HOLDING LIMITED, a quantia de USD 79.500.000,00 ( $$ setenta e nove milhões de Dólares Norte Americanos);

Que o Ministério das Finanças transferiu para a Victoria Holding por intermédio de uma empresa veículo criada pelos requeridos e denominada DE GRISOGONO HOLDING LIMITED, a quantia de USD 12.500.000,00 ( $$ doze milhões e quinhentos mil Dólares $ Norte Americanos);

 

A 12 de Agosto de 2015 houve necessidade de reestruturar a dívida fixando-a em USD 146.264.434 (cento e quarenta e seis milhões, duzentos e sessenta e quatro mil e quatrocentos e trinta e quatro Dólares Norte Americanos);

De igual modo Por despacho Presidencial no 09/2015 de 12 de Janeiro, foi reestruturada a garantia soberana emitida pelo Estado, ficando fixada em USD 147.000.000,00 (cento e quarenta e sete milhões de Dólares Norte Americanos);

Na posse do novo Financiamento, a 8 de Dezembro de 2015, a SODIAM EP, transferiu para a empresa VICTORIA HOLDING LIMITED a quantia de USD 23.750.000.00 (vinte três milhões setecentos e cinquenta mil Dólar Americanos);

Por decisão do executivo, então chefiado por José Eduardo Dos Santos, o remanescente do valor do financiamento, USD 21.750.000,00 foi utilizado para pagamento de dívidas de quatro empresas mineiras, nomeadamente: Projecto Laurica, Sociedade Mineira do Lucapa, Projecto Tetwene e Projecto Fucaúma;

Que o pagamento às quatro empresas mineiras teve como objectivo aumentar a produção diamantífera destas e rentabilizar negócio dos requeridos no exterior;

Que a SODIAM EP, não recebeu qualquer dividendo nem participou na gestão das empresas estrangeiras em que investiu o seu capital, tendo-se limitado unicamente a pagar o financiamento junto do Banco BIC;

Que a SODIAM EP interpelou a sociedade VICTORIA HOLDING LIMITED para proceder o pagamento do valor da dívida, porém esta respondeu que não tem resultados positivos desde 2012 e que tem cerca de USD 120.000.000,00 de prejuízos acumulados;

Que a empresa VICTORIA HOLDING admite ter recebido estes valores;

Que os requeridos criaram várias empresas no estrangeiro fazendo com que a SODIAM EP, perdesse a visibilidade do negócio e não tivesse poder decisório no mesmo;

Que para além da VICTORIA HOLDING LIMITED detida pela SODIAM EP e pela EXEM MINING BV, foi criada em Malta a sociedade VICTORIA LIMITED com 39,6% do capital detido pela SODIAM EP;

Que o requerido Sindika Dokolo também é sócio da VICTORIA LIMITED;

Que posteriormente a VICTORIA LIMITED criou em Luxemburgo a sociedade DE GRISOGONO HOLDING SA, onde a SODIAM EP passou a deter uma participação minoritária de 28,7% do capital social;

Que foi a empresa DE GRISOGONO HOLDING SA que fez a ponte para a entrada dos capitais transferidos pela SODIAM EP para a empresa DE GRISOGONO-JOALHARIA DE LUXO, tendo os contratos sido assinados pelo requerido Sindika Dokolo;

Que o requerido Mário Filipe Moreira Leite da Silva era o Director Geral das sociedades VICTORIA HOLDING LIMITED, VICTORIA LIMITED, EXEM ENERGY BV e ESPERAZA HOLDING BV,

Que o anterior chefe de Estado orientou a SODIAM EP, a vender às empresas relacionadas com os requeridos, os diamantes a um preço inferior ao de mercado, causando prejuízos a empresa do Estado;

Que os diamantes eram vendidos às empresas relacionadas aos requeridos desrespeitando o parecer dos peritos;

As empresas, IAXHON, RELACTANT, ODISSEY, NEMESIS INTERNATIONAL, relacionadas com os requeridos, posteriormente vendiam os diamantes no exterior do País, obtendo avultados lucros sem que o Estado angolano tivesse qualquer visibilidade sobre estas vantagens;

Com os valores obtidos a custa do Estado, os requeridos abriram várias lojas de luxo em diversas partes do mundo, nomeadamente, Dubai, Suíça, Reino Unido, Estados Unidos da América, República Dominicana e França;

Que a SODIAM EP tem tido muitas dificuldades financeiras para pagar o crédito junto do BIC e por essa razão está em vias de falência;

Que para reforço da sua tesouraria, o Ministério das Finanças através dos recursos do tesouro, celebrou um contrato ponte onde se comprometeu a pagar 2/3 dos juros do financiamento obtido pela SODIAM EP junto do BIC;

Que no mês de Agosto de 2020 vencerá uma prestação no valor de USD 17.142,038,35  ( $$ dezassete milhões, cento e quarenta e dois mil, trinta e oito $$ Dólares Americanos e trinta e cinco cêntimos);

Que os requeridos estão a ocultar o património obtido às custas do Estado, transferindo-os para outras entidades;

Que a requerida Isabel José dos Santos, por intermédio do seu sócio Leopoldino Fragoso do Nascimento,

está a tentar transferir alguns dos seus negócios para a Rússia, tendo a Polícia Judiciária Portuguesa interceptado uma transferência no Valor de 10.000.000,00 de Euros € (dez milhões de euros) que se destinava à Rússia;

– Quase todo o património dos requeridos encontra-se no exterior do País, existindo em Angola maioritariamente participações sociais de várias empresas;

Que o Estado terá dificuldades em ver satisfeitos o seu crédito por via destas participações sociais porque na maioria dos casos, os capitais já foram exportados;

Que uma das empresas que poderia pagar a dívida é a empresa UNITEL, SA da qual a requerida Isabel dos Santos é sócia;

Que o por via dos Serviços de Inteligência e Segurança do Estado, tiveram informações que a requerida Isabel dos Santos pretende vender as participações sociais que detém na UNITEL, SA a um cidadão Árabe, que já encetou diligência em Angola para aquisição das participações sociais;

Que com estes negócios os requeridos prejudicaram o Estado Angolano em cerca de USD 1.136.996.825,56 (mil milhões, cento e trinta e seis milhões, novecentos e noventa e seis mil, oitocentos e vinte cinco Dólares e cinquenta e seis cêntimos);

Concluiu requerendo que o tribunal decretasse a presente providência e em consequência ordenasse o arresto dos seguintes bens e direitos pertencentes aos requeridos:

Contas bancárias dos requeridos, domiciliadas no Banco Internacional de Crédito (BIC), Banco Fomento de Angola (BFA), Banco Angolano de Investimento (BAI) e Banco Económico (BE);

Participação social que os requeridos detêm nas seguintes empresas:

25% Pertencente à requerida Isabel José dos Santos junto do Banco Internacional de Crédito por intermédio da SAR– Sociedade de Participações Financeiras;

17% Pertencente à requerida Isabel José dos Santos junto do Banco Internacional de Crédito por intermédio da FINISANTORO HOLDING LIMITED;

51% Pertencente à requerida Isabel José dos Santos junto do Banco do Fomento de Angola por intermédio da sua empresa UNITEL, SA; 25% Pertencente à requerida Isabel José dos Santos detém na empresa UNITEL, SA;

99,9% pertencente à requerida Isabel José dos Santos junto da empresa ZAP MIDIA, SA através da sua empresa FINSTAR -SOCIEDADE DE INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES, SA;

100% pertencente å requerida Isabel José Dos Santos junto da empresa FINSTAR, SA;

As participações sociais que os requeridos Isabel José dos Santos e Sindika Dokolo detêm na sociedade CIMANGOLA, SA;

90% Pertencente à requerida Isabel José dos Santos junto da Condis-Sociedade de Distribuição de Angola, SA;

7% Pertencente ao requerido Sindika Dokolo junto da CONDIS-SOCIEDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ANGOLA, SA

Participação social que a requerente Isabel José dos Santos detém na sociedade, CONTINENTĘ ANGOLA, LIMITADA;

Participação que a requerida Isabel dos Santos detém na sociedade SODIBA SOCIEDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE BEBIDAS DE ANGOLA, LDA;

Participação que a requerida Isabel José dos Santos detém na SOCIEDADE SODIABA PARTICIPAÇÕES, SA.

Para fiel depositário indicou os Conselhos de Administração dos Bancos onde os requeridos têm as contas domiciliadas, o Banco Nacional de Angola enquanto entidade reguladora de todos os Bancos existentes no País,

os Conselhos de Administração das empresas indicadas e o IGAPE-Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado.»

Notícia em desenvolvimento

 

Partilhe este artigo

Folha F8 — 30 de dezembro de 2019

 

ANGOLA : Isabel dos Santos dénonce un article de l’hebdomadaire Expresso – « Un dernier cadeau de père à fille »

SONANGOL : a Belinha ?.. come,..come,.. tudo,.. onde ela é amarrada !.. – “cabritta”

LAVA-JATO EM ANGOLA …

ANGOLA : é para quando ?.. o flagrante delit ? de roubo de dinheiro …e de… “Cabritismo” ?…

LAVA JATO : Demissão de Rui Ferreira, e nomeação do novo presidente do Supremo …

ANGOLA : Ces « Messieurs », seraient déjà démis de leurs fonctions, et arrêtés ! (dans certains pays occidentaux) – II

LAVA JATO : Isabel dos Santos « controla, através de um testa de ferro,.. a Global Media ».. – Ana Gomes –

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

LAVA JATO : Estados Unidos pedem cabeças do regime …

ANGOLA : Le pillage d’un pays à travers ses Diamants …

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

ANGOLA : La corruption « destitue et balaye… » les gouvernements,.. mais en Angola ?.. ils s’ éternisent …

LAVA JATO : Dívidas de Angola devem ser investigadas, dizem economistas …

ANA GOMES : Isabel dos Santos « controla, através de um testa de ferro,.. a Global Media »..

PRÉSIDENT : une immunité à Vie du Dictateur n’est plus du tout garantie…

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

LA FIEVRE de la HONTE, Mais de quelle COULEUR EST–ELLE …JAUNE ?…

SONANGOL : Isabel dos Santos….claque des fortunes à londres !

KLEPTO-MANIA : O « Cabritismo » $$ … ate… nas artes ?.. $$…

PRÉSIDENT : Il faut demander des comptes au (x) KLEPTOCRATE (S) …

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

ISABEL DOS SANTOS & SINDIKA : Diamonds for ever ?..

ANGOLA : Conseils pratiques pour prisonniers .. de Luxe .. et autres..”V.I.P” ?.. – Rafael Marquès de Morais

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

ANGOLA : Tous les corrompus devront aller en prison,.. et ne pas uniquement acquitter ceux qui feront des dénonciations… – Rafael Marquès de Morais.

KLEPTO-MANIA : O « Cabritismo » $$ … ate… nas artes ?.. $$…

Deputada ‘Tchizé’ dos Santos pede destituição do Presidente

CABRITISMO : La Sodiam entreprise (publique) de diamants quitte le négoce (privé)…de bijoux d’Isabel dos Santos… – Angola24horas-

ANGOLA : « Il peut y avoir pardon,.. mais l’argent expatrié doit être restitué à l’Etat, sans conditions » – Pr. Fernando Macedo –

MAKUTA NKONDO : .. diz que Adalberto Costa Júnior é um dirigente cheio de blá blá blá,.. censurada na Rádio Despertar…

ANGOLA : José Eduardo dos Santos n’a jamais voulu d’une Angola, pour les angolais…

KLEPTOCRACIA : SIC notifica empresa ligada a LOPO DO NASCIMENTO …

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

ANGOLA : L’esclavage (du peuple) enrichit le MPLA.

SUPRA-CABRITISMO : .. Figuras da sociedade civiI “Exigem” investigacao a Rui Ferreira …

Ils nous volent tout ce qu’ils peuvent,… ne laissent rien, rien et rien !…

«Tôt ou tard, ils finiront en prison » – Rafael Marques

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cleptocracia, Fuga ao fisco, investigacoes, Lava Jato, PGR Etiquetas: , , , ,

Dezembro 30th, 2019 Por cabritta

Ana Gomes manteve em tribunal o que escreveu no Twitter e revelou que deu à PGRelementos” contra a empresária.

Isabel dos Santos diz que julgamento “é uma vitória”Global Media também já reagiu.

17 dez 2019, 16:59 57

Observador  Carolina Branco           

 

A ex-eurodeputada Ana Gomes começou a ser julgada esta terça-feira no Juízo Local Cível de Sintra

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Desde ter pessoas a “limpar-lhe a Wikipédia a utilizar Portugal  para lavar dinheiro”, muitas foram as acusações que a ex-eurodeputada Ana Gomes fez a Isabel dos Santos.

Esta terça-feira foi ouvida em tribunal na sequência de um processo apresentado pela empresária angolana por ofensa ao seu bom nome e reputação.

Uma das acusações foi a de que Isabel dos Santos controla, através de um testa de ferro, a Global Media” — o grupo que detém meios de comunicação como o Diário de Notícias, Jornal de Notícias e TSF e que já reagiu a estas declarações.

“Põe toda a gente a limpar-se na Wikipédia. Controla tudo o que sai sobre ela na imprensa. Controla através de um testa de ferro, a Global Media”, afirmou.

O grupo Global Media já emitiu um comunicado onde “desmente categoricamente” estas declarações e “esclarece que nenhum acionista e nenhum administrador” mantém com Isabel dos Santos “qualquer relação passível de configurar as insinuações proferidas”.Tais afirmações são tanto mais graves porquanto terem sido proferidas em tribunal perante um Juiz de Direito”, lê-se ainda.

Isabel dos Santos já reagiu às acusações. Numa declaração enviada à agência Lusa, a empresária angolana diz que a eurodeputada “tem vindo, há vários anos, a fazer uma campanha politicamente motivada, negativa e falsa contra si. 

Para si, haver um julgamento é positivo, “independentemente do resultado” — que ainda deverá demorar a saber-se: a juíza marcou para a próxima quinta-feira as alegações deste processo cível.

 … A ex-eurodeputada Ana Gomes à chegada ao Tribunal de Sintra (Álvaro Isidoro/Global Imagens)

 

Na origem deste processo estão seis tweets — que Isabel dos Santos quer, através da justiça, ver eliminados da sua página — no qual a ex-eurodeputada socialista acusa a empresária angolana de lavagem de dinheiro. Apesar de a decisão do tribunal poder vir a ser a eliminação das publicações,

Ana Gomes manteve em tribunal o que lá escreveu e revelou que apresentou uma queixa à Procuradoria-Geral da República, à diretora da Autoridade Tributária e às instâncias europeias com “elementos concretos” contra a empresária.

A queixa, disse, foi entregue no dia 12 de novembro, ainda antes de saber que tinha sido alvo de um processo por Isabel dos Santos.

 

Forneci elementos à senhora Procuradora. Tenho muitos outros elementos que demonstram que há todo um esquema de empréstimos feito por Isabel dos Santos e seus familiares”, assegurou, adiantando que “entretanto” recebeu “informação altamente preocupante”.

Ana Gomes fez estas acusações depois de questionada pela juíza sobre qual é que era “a sua ideia” quando escreveu os tweets em causa, na sequência da entrevista em que a empresária angolana dizia que tinha “muitas dívidas” e “muito financiamento por pagar”.

A antiga eurodeputada garantiu não ter “nada de pessoal” contra a empresária, mas considerou ser a sua “obrigação”, depois de ver “uma pessoa como a Isabel dos Santos a armar-se em coitadinha”.

Se é a mulher mais rica de África, para que é que precisa de fazer empréstimos ?”,

questionou, provocando algumas gargalhadas às pessoas que estavam na sala de audiência.

Na audiência presidida por juíza singular, Ana Gomes explicou também que conhece “os mecanismos de branqueamentoe que estão em causa pessoas que “utilizam” Portugal para lavar dinheiro, em roubo do povo angolano”.

Não posso compactuar com esta criminalidade, nem com os intermediários que são participantes, coniventes”, disse ainda.

“A imagem que se tem de Isabel dos Santos é a imagem de predadora”

A ex-eurodeputada apontou ainda outra crítica à filha do ex-presidente de Angola: Vale-se da justiça em Portugal para eu estar aqui, mas não responde à justiça no seu país”.

Ana Gomes referia-se ao inquérito aberto, em março do ano passado, pela PGR angolana relacionado com alegadas transferências de mais de 38 milhões $$ de dólares, que teriam sido feitas por Isabel dos Santos, da Sonangol para uma empresa no Dubai,depois de exonerada da presidência do Conselho de Administração da empresa.

A empresária já foi notificada para prestar declarações, mas não compareceu sem apresentar justificações.

 

 … O jornalista angolano Rafael Marques foi ouvido como testemunha de Ana Gomes (Álvaro Isidoro/Global Imagens)

Embora a investigação tenha sido aberta depois de Carlos Saturnino, substituto de Isabel dos Santos na Sonangol, ter acusado a empresária publicamente, estas alegadas transferências vieram a público num investigação do jornalista Rafael Marques — ouvido esta terça-feira na qualidade de testemunha de Ana Gomes.

O jornalista disse inclusive ao tribunal que, no dia em que foi notificada, Isabel dos Santos “refugiou-se na casa do pai e saiu diretamente para o aeroporto”. 

Até hoje, a engenheira não regressa a Angola para responder ao referido processo”, apontou.

Rafael Marques disse ainda que a empresária tem, em Angola, uma “imagem de predadora precisamente porque foi das pessoas que mais beneficiou dos grandes negócios que o pai lhe deu de forma abusiva“. Questionado sobre o impacto dos tweets de , o jornalista referiu que o que lá estava escrito “não espantou ninguém”.

“Em Angola, não era novidade”.

Após os tweets de Ana Gomes, há “um maior nervosismo e ansiedade dos parceiros de negócios”

Na queixa de 47 páginas apresentada por Isabel dos Santos e publicada por Ana Gomes no seu site, a filha do ex-presidente de Angola alega que as publicações do Twitter são falsas e “provocam um imediato, sem retorno e incontrolável dano à imagem, honra e bom nome” da empresária e têm um “impacto material nos negócios” de que é acionista.

Além de Rafael Marques foram ouvidas mais três testemunhas, mas da parte de Isabel dos Santos.

Um deles, o economista Mário Leite da Silva, que representa da empresária angolana na Efacec e em outras empresas que detém, considerou que os tweets de Ana Gomes são “de uma gravidade extrema” e que tiveram “um impacto profundamente negativo”

Nota-se um maior nervosismo e ansiedade dos parceiros de negócios. Temos de andar constantemente a explicar que não é assim. Teve impacto ao nível financeiro, em auditorias, com clientes e fornecedores”, explicou.

O administrador da NOS, José Costa, outra testemunha de Isabel dos Santos, disse à juíza que, embora não tivesse tido “qualquer feedback” relativamente aos tweets em questão, de forma genérica, “notícias negativas sobre a empresária acabam por não ser positivas para a reputação das empresas”.

Rui Carlos Lopes, antigo diretor executivo do BPI e agora com funções em várias empresas relacionadas com Isabel dos Santos, defendeu que as acusações de Ana Gomes não têm “qualquer fundamento”.

Realização de julgamento de Ana Gomes “já por si é uma vitória”, diz Isabel dos Santos

Horas depois de terminada a sessão, Isabel dos Santos reagiu ao julgamento que considera ser “já por si é uma vitória” e um “contributo para repor a verdade e responder às sucessivas calúnias que Ana Gomes tem feito“.

Numa declaração à agência Lusa, a empresária disse que “independentemente do resultado” deste processo, “é já uma grande vitória termos acesso à Justiça e o tribunal ter aceitado julgar este caso, reconhecendo que há matéria para julgamento”.

“Durante muito tempo, na qualidade de eurodeputada, gozou de imunidade pelo que anteriormente não foi possível tomar nenhuma atitude em relação às falsas acusações e mentiras por ela proferidas. Ao deixar de ser eurodeputada, surgiu pela primeira vez a possibilidade de ir à Justiça reclamar pelo meu bom nome”, afirmou.

A empresária lamentou que “apesar dos cargos políticos e diplomáticos que já exerceu”, Ana Gomes insista “em fazer comentários falsos e lamentáveis” que atingem não só o seu bom nome “mas também as empresas”. Afeta os trabalhadores destas empresas e as suas famílias. 

Trata-se de uma clara tentativa de hostilizar gratuitamente todo o meu percurso profissional e pessoal”, disse Isabel dos Santos, recordando que “em casos de ação especial da tutela de personalidade ou nos casos de queixa por difamação, muitas vezes é difícil que o tribunal aceite a queixa e muitos dossiês acabam em arquivamento”.

Lava que se farta”. Como a polémica começou no Twitter

A polémica, que chegou a tribunal, começou com um tweet publicado por Ana Gomes, no dia 14 de outubro deste ano: Isabel dos Santos endivida-se muito porque, ao liquidar dívidas, ‘lava’ que se farta! E os bancos querem ser ressarcidos, só em teoria cumprem a AMLD [a diretiva europeia de combate à lavagem de dinheiro].

E o Banco de Portugal não quer ver.

Com esta publicação, a antiga eurodeputada reagia a uma entrevista de Isabel dos Santos à agência Lusa — publicada horas antes e partilhada inclusive junto com o controverso tweet —, onde a empresária angolana revelava que trabalhava com vários bancos e tinha “muitas dívidas” e “muito financiamento por pagar”.

As taxas de juros são elevadas, nem sempre é fácil também ter essa sustentabilidade do negócio, para conseguir enfrentar toda a parte financeira dos negócios, mas também boas equipas e trabalhamos para isso”, dizia.

Ana Gomes@AnaMartinsGomes

 

Isabel dos Santos endivida-se mto porque, ao liquidar as dívidas, “lava” q se farta ! E bancos querem ser ressarcidos, só em teoria cumprem #AMLD, de facto não querem saber a origem do dinheiro…E ⁦@bancodeportugal⁩ não quer ver… #Angola #Portugal

https://www.jornaldenegocios.pt/economia/mundo/africa/angola/detalhe/isabel-dos-santos-diz-que-se-endivida-para-investir-e-que-nao-usa-dinheiro-publico-angolano– …

Isabel dos Santos diz que se endivida para investir e não usa dinheiro público angolano

A mulher mais rica de África, a empresária angolana Isabel dos Santos diz que as recorrentes dúvidas sobre a origem dos seus investimentos resultam de narrativa negativa, alegando que se tem endivi…

jornaldenegocios.pt

Só que, depois deste tweet, veio mais outro, minutos mais tarde. Neste, Ana Gomes acusava Isabel dos Santos de usar o branco Eurobic para fazer circular o dinheiro: “Que jeito dá à PEPíssima acionista Isabel dos Santos o Eurobic! Está na rede swift e na Zona Euro, passa por lá para liquidar dívidas junto de outros bancos. Sem due diligences pois já circulou por banco da zona Euro”, escreveu referindo-se à empresária angolana como uma Pessoa Politicamente Exposta [PEP], ou seja, uma pessoa que teve, nos últimos meses, funções públicas de relevância.

Ana Gomes@AnaMartinsGomes

Que jeito dá à PEPíssima accionista Isabel dos Santos o @banco_eurobic! Está na rede swift e na Zona Euro, passa por lá p/ liquidar dívidas jto de outros bancos. Sem “due diligences” pois já circulou por banco da zona Euro. @bancodeportugal e @ecb assobiam para ar! Angola #amld

https://twitter.com/AnaMartinsGomes/status/1183693593741017089 …

Ana Gomes@AnaMartinsGomes

Isabel dos Santos endivida-se mto porque, ao liquidar as dívidas, “lava” q se farta! E bancos querem ser ressarcidos, só em teoria cumprem #AMLD, de facto não querem saber a origem do dinheiro…E ⁦@bancodeportugal⁩ não quer ver… #Angola #Portugal

https://www.jornaldenegocios.pt/economia/mundo/africa/angola/detalhe/isabel-dos-santos-diz-que-se-endivida-para-investir-e-que-nao-usa-dinheiro-publico-angolano– …

11:54 – 14 de out de 2019

No dia seguinte, veio ainda um terceiro e um quarto tweet. Num, lia-se: “Há aí quem me acuse de não comunicar às autoridades as razões/provas por que reitero que Isabel dos Santos branqueia capitais de Angola através da banca em Portugal.

Enganam. Estou farta de o fazer, em documentos que publiquei.

Só não vê quem não quer”. Noutro, lia-se: “Como se vê por esta resposta à minha carta, o Banco de Portugal vale-se do segredo da supervisão bancária” para fechar os olhos, não ver o que é evidente e deixar tudo como a tes relativamente a investimentos de Isabel dos Santos”.

A 16 de outubro, Ana Gomes voltou ao Twitter insistiu que Isabel dos Santos “branqueia capitais desviados de Angola através de bancos como o Eurobic e outros investimentos em Portugal”.

No dia seguinte, novo tweet : “Alguns dos bancos de que é dona e/ou alguns dos 15 bancos com que trabalha a engenheira Isabel dos Santos e outros expoentes da cleptocracia angolana.

[Atualizado às 20h35 com a nota de esclarecimento da Global Media]

Partilhar este artigo

Mise en forme : jinga Davixa

29 de decembro de 2019

 

KLEPTO-MANIA : João Lourenço manda arrestar tudo o que é de ISABEL DOS SANTOS …

DITADURA : ..(Já) temos em Angola um sistema judicial credível ?..

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

CABRITTA : Conselhos praticos para presos de luxo… e ..outros .. “V.I.P” : .. BASTA de “Cabritismo” ?..

LAVA JATO : SIC notifica empresa ligada a LOPO DO NASCIMENTO …

O “Cabritismo” $$ … ate… nas artes ?.. $$…

KLEPTO-MANIA : O comunicado oco de Isabel dos Santos, sobre Ana Gomes …

LAVA-JATO EM ANGOLA …

ZENÚ ? : A Corrupcao mata…

KLEPTO-MANIA : .. um fardo chamado,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

DOMINGOS DA CRUZ : “.. Não há medidas concretas para melhorar a vida das pessoas em Angola ” …

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

LAVA JATO : Dívidas de Angola devem ser investigadas, dizem economistas …

EPIDEMIA : Angola a braços com febvre malária… que já matou até agosto mais de 4.000 pessoas !..

LAVA JATO : Jornal inglês revela, que Isabel dos Santos é proprietária de uma mansão de 15 milhões de $$ dólares em Londres …

SONANGOL : a Belinha ?.. come,..come,.. tudo,.. onde ela é amarrada !.. – “cabritta”

ANGOLA : Conseils pratiques pour prisonniers .. de Luxe .. et autres..”V.I.P” ?.. – Rafael Marquès de Morais

ISABEL DOS SANTOS & SINDIKA : Diamonds for ever ?..

ANGOLA : « Il peut y avoir pardon,.. mais l’argent expatrié doit être restitué à l’Etat, sans conditions » – Pr. Fernando Macedo –

LUNDA NORTE : Cafunfo en État de Siège,.. des Manifestants sous le Feu de l’ Armée,.. et de la POLICE …

BNA : .. GOUVERNEUR MASSANO ?.. LA DÉMISSION… C’ EST MAINTENANT ?..

UNITEL : Dino Pistoleiro, le Général Far-West !..

BESA : um “cabritismo” altos lugares… altas figuras…e..”V.I.P” ?.. – Cabritta investigadora –

MIRAMAR : .. O “Bunker” do “Cabritismo” ?..

«Tôt ou tard, ils finiront en prison » – Rafael Marques

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cleptocracia, Fuga ao fisco, Interview, Tribunal Etiquetas: , ,

Partilhar
Partilhar