Categoria: Lava Jato

Agosto 28th, 2019 Por cabritta

Deputado Diz Que Cooperação De Países Desenvolvidos Com Africanos É Roubo

O antigo secretário-geral da UNITA, até a morte do Dr. Jonas Malheiro Savimbi revelou, por ocasião do 85º aniversário do líder fundador da UNITA, que a cooperação que Angola mantém com outros Estados é dissimulada.

“Quando estão a falar de cooperação é tudo uma mentira.

Cooperação de quê ?

Quem é que vai cooperar connosco ?..

Ninguém. vêm aqui roubar.

Ninguém quer cooperar connosco, disse o político e deputado à Assembleia Nacional.

Para Lukamba Paulo Gato, “Cooperar connosco, cooperar com Angola, com os Africanos seria transferir a Tecnologia, de forma que nós próprios possamos extrair e transformar os nossos recursos. Nunca nos darão isso.

O Petróleo, os diamantes, ou todos os minérios saem daqui bruto, transformam lá”,

disse o também Secretário da presidência para a Auto-suficiência do Partido.

O responsável defendeu que, os outros Estados não têm mais nada no subsolo, ao contrário dos Estados Africanos que têm tudo, faltando-lhes o saber.

Lukamba Paulo Gato

Segundo o dirigente, os estados desenvolvidos, já não têm petróleo, já não têm diamante, já não têm ouro, já não têm mais nada no seu subsolo.

”Eles não têm mais nada em baixo da terra.

Nós temos tudo, falta-nos o saber”, rematou, lembrando que “não têm nada, mas nunca vão nos dar o saber”.

 

By Lourenço Bento Last updated Août 6, 2019

 

Partilhe este artigo

Mise en forme : jinga Davixa

 

JONAS SAVIMBI : ..O adeus ao herói .. da Liberdade em Angola … (Video..)..

LIBERDADE : .. Ironia do destino …

LIBERDADE : .. Ironia do destino …

JONAS SAVIMBI : ..O adeus ao herói .. da Liberdade em Angola … (Video..)..

LAVA JATO : E.U.A notificou Angola porque banco BIC realizou transações,.. há organização de Terrorismo …

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique . E ANGOLA ??..

LIBERDADE : .. Ironia do destino …

S.O.S : uma Angola livrada do “cabritismo” ?.. para uma nova vida ?….. é possível ?…

LAVA JATO : Afinal .. O Crime Compensa !..

LAVA JATO : Negócio de USD 300 milhões $$,.. embaraça Juiz do Supremo : “.. Agi como facilitador” …

CABRITISMO : José Eduardo dos Santos a contas com a justiçia …

CABRITO-ISPTEC : .. O Instituto Superior do Saque,.. ou do “Cabritismo” ?..

LIBERDADE : .. Ironia do destino …

LAVA JATO : E.U.A notificou Angola porque banco BIC realizou transações,.. há organização de Terrorismo …

LAVA JATO : Jornal inglês revela, que Isabel dos Santos é proprietária de uma mansão de 15 milhões de $$ dólares em Londres …

CABRITISMO : A « Cooperação » internacional … é roubo …

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cabritismo, Cleptocracia, Lava Jato Etiquetas:

Agosto 27th, 2019 Por cabritta

O crime não compensa : desta máxima universal e intemporal retiram-se imediatamente três ilações:

*(i) o criminoso é sempre responsabilizado pelo crime que comete;

*(ii) o Direito não deve permitir que parte ou a totalidade dos bens ou outras vantagens resultantes de acto ilícito permaneçam na posse do criminoso ou sob o seu domínio, pois só assim ele perceberá que seguiu o caminho errado, corrigirá o erro e estará em condições de ser socialmente reintegrado; e

*(iii) os seus concidadãos verão nele um exemplo a não seguir.

Infelizmente, somos tão especiais que, nos últimos anos, temos conseguido demonstrar claramente que o mundo está errado, porquanto em Angola o crime compensa, e muitíssimo !

Senão vejamos:

Primeira situação: Tribunal de Contas, o único sem poderes legais para executar as próprias sentenças

Do ponto de vista legal, o Tribunal de Contas é o único órgão judicial sem competências para tornar obrigatórias as suas decisões.

Desta anomalia jurídica resulta uma consequência grave: até hoje, de acordo com os dados de que dispomos, não existe em Angola uma sentença do Tribunal de Contas que tenha sido executada (ver Lei n.º 13/10, de 9 de Julho, lei orgânica e do processo do Tribunal de Contas).

Segunda situação: Arquivamento de indícios criminosos

O Inspector-Geral do Estado, na vigência do anterior executivo, exarou o Despacho n.º 635/ 17 de 15 de Setembro, determinando o arquivamento de todos os processos da actividade inspectiva desenvolvida pelo órgão que dirigia – a Inspecção-Geral das Actividades do Estado (IGAE) – entre 1 de Janeiro de 2013 e 30 de Agosto de 2017.

Este despacho não continha qualquer fundamento, e por isso era ilegal. Todavia, até hoje não foi revogado.

Dito de outro modo, mais de cinco anos de recolha de indícios de gestão danosa do erário púbico foram pura e simplesmente esquecidos, negligenciados.

Reiteramos: até hoje, o referido despacho não foi expressa ou tacitamente revogado.

Terceira situação: Repatriamento voluntário a favor do “ladrão”

Os nossos representantes, os deputados, cujas regalias e mordomias se afiguram absolutamente incompatíveis com a miséria dos representados, produziram a Lei n.º 9/18, de 26 de Junho, sobre o Repatriamento Voluntário de Capitais.

Essa lei permitiaao abusador do Estado tornar-se legalmente proprietário dos valores de que se apropriara ilicitamente, caso voluntariamente repatriasse esses montantes.

Explicando melhor:

*(i) A lei transforma, milagrosamente, os fundos públicos (logo, pertença de todos os cidadãos) em fundos privados (logo, pertença de certos indivíduos);

*(ii) A mesma lei determinou que a esfera pública não poderá saber quem são aqueles que se apoderaram de dinheiros públicos, caso estes dinheiros sejam devolvidos;

*(i) Finalmente, o povo também não pode saber quais os montantes que realmente retornaram ao país.

 

E, para reflectirem melhor e “contarem o dinheiro”, foi concedido a estes cidadãos privilegiados o prazo de seis meses para optarem pelo repatriamento voluntário; findo este prazo, não haveria mais perdão.

Bastava esta fórmula, resultante da invenção dos nossos deputados, para ficarmos convencidos de que confundir o acesso aos cargos públicos com o acesso à riqueza, afinal, compensa.

Mas, como ainda existem criminosos teimosos que não acreditaram na referida benesse, descobrimos uma outra.

Quarta situação: Vencimento do prazo de prisão preventiva sem deduzir acusação e o Serviço de Recuperação de Activos

Quando o Estado tem indícios de que o gestor delapidou o erário público:

*(i) Instaura um processo-crime e faz conferência ou nota de imprensa para comunicar que chegou o momento de o cidadão em causa sentir a força do Direito.

O povo fica expectante de que a impunidade esteja em coma profundo e acabe por falecer;

*(ii) Por vezes, o Ministério Público até opta pela prisão preventiva do arguido. Porém, em regra, não consegue deduzir acusação dentro dos prazos legais, e o arguido é posto em liberdade.

É pena que o mesmo não suceda com a maior parte dos angolanos preventivamente detidos sem acusação, quando estão em causa crimes insignificantes para a justiça e segurança jurídica.

*(iii) Instituiu o Serviço de Recuperação de Activos – adstrito à Procuradoria-Geral da República.

Este Serviço nem tempo ao arguido para pensar nos seus supostos crimes, avançando de imediato para negociações.

A sua missão é chegar a acordo com os “criminosos” para recuperar alguma coisa. No final das negociações, o “feliz” contemplado regressa ao seu doce lar com alguns milhões a menos, mas sem por isso deixar de ser milionário.

Resultado da aplicação do Direito às sobreditas situações

Fica então cabalmente demonstrado que afinal o crime compensa, pois os que conseguiram ser milionários ilicitamente, no final de contas, continuarão milionários, depois de pagarem uma percentagem do dinheiro que retiraram ilicitamente ao Estado.

A isto acresce que os acordos que têm sido firmados com estes cidadãos sob pressão de um processo-crime ou até de prisões preventivas poderão ser anulados, desde que os visados demonstrem ter existido coacção moral (ver o Artigo 255.º Código Civil), uma vez que não há qualquer enquadramento legal para as negociações e os acordos.

Logo, corremos o risco de os cidadãos em falta recuperarem o pouco que afirmam estar a devolver.

Por último, só será juridicamente seguro recuperar activos se tal acontecer por via de decisão judicial transitada em julgado.

De referir também que, no Direito nacional, a recuperação do produto do crime não exclui o acto ilícito, apenas atenua a pena a ser aplicada.

Se expomos tudo isto, não é por defendermos que encher as cadeias resolve os problemas do povo, mas por acreditarmos que aplicando o Direito com seriedade e compromisso se conseguirá colher os seus frutos: segurança e justiça social.

De outra maneira, o crime em Angola continuará a compensar, sem dó nem piedade para com o povo.

Partilhar este artigo

José Luís Domingos 

 

 

ANGOLA : Conseils pratiques pour prisonniers .. de Luxe .. et autres..”V.I.P” ?.. – Rafael Marquès de Morais

LAVA JATO : .. U.S.A notificou Angola,.. banco BIC realizou transações,.. há organização de Terrorismo …

LAVA JATO : Jornal inglês revela, que Isabel dos Santos é proprietária de uma mansão de 15 milhões de $$ dólares em Londres …

ACTIVISTA DOS 15+2 EM RISCO DE VIDA POR DOENÇA DESCONHECIDA …

“NÃO HOUVE MUDANÇA DE REGIME, O REGIME É O MESMO”, DIZ EX-ATIVISTA ANGOLANO …..

LAVA JATO : Jornal inglês revela, que Isabel dos Santos é proprietária de uma mansão de 15 milhões de $$ dólares em Londres …

ANGOLA : Comunismo, Népotismo, e….Cabritismo !…

CABRITISMO : José Eduardo dos Santos a contas com a justiçia …

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique . E ANGOLA ??..

JOAO DALA : Família acusa ministro,.. do interior de proteger assassinos …

CABRITISMO : José Eduardo dos Santos a contas com a justiçia …

LAVA JATO : José Eduardo dos Santos a contas com a justiçia …

RUI VERDE : Banco Mais,.. Banco Postal e .. Muro de Lamentações …

PRÉSIDENT : José Eduardo dos Santos,.. a des comptes avec la justice …

LAVA JATO : Jornal inglês revela, que Isabel dos Santos é proprietária de uma mansão de 15 milhões de $$ dólares em Londres …

BESA : um “cabritismo” altos lugares… altas figuras…e..”V.I.P” ?.. – Cabritta investigadora –

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

CORRUPCÃO : ..Vamos à manifestacao no largo da independencia sabado dia 6 de julho 2019 …

ANGOLA : Tous les corrompus devront aller en prison,.. et ne pas uniquement acquitter ceux qui feront des dénonciations… – Rafael Marquès de Morais.

LAVA JATO : Jornal inglês revela, que Isabel dos Santos é proprietária de uma mansão de 15 milhões de $$ dólares em Londres …

CABRITA-MANIA : Tchizé dos Santos,.. chuta para canto …

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cabritismo, Cleptocracia, Lava Jato Etiquetas: ,

Julho 14th, 2019 Por cabritta

Banco BIC oferecia privilégios a empresas  conotadas  ao Hezbollah

Fernando Mendes Teles

O Banco Internacional de Credito (BIC),  é a instituição financeira que fora usado no passado pelas empresas doextinto grupo Arosfran para repatriar fundos para o exterior do país.

O libanês Kassin Tajedeen, que controlava estas empresas – todas implantadas no mercado angolano – foi detido pelas as autoridades norte americanas que o acusam de ter financiado a rede terrorista do Hezzbolah.

BIC oferecia privilégiosa empresas  conotadas  aoHezbollah

A Arosfran mantinham relações privilegiadas com o Banco BIC, na altura dirigido pelo português Fernando Mendes  Teles –  que resultaram em “ofertas” como tarifários especiais de despesas e encargos bancários.

No dia 9 de Março de 2011, a direção da Arosfanescreveu ao Banco BIC introduzindo uma lista de filiadas suas (Chirand Lda, Purangol, Massabia, Tajtex, Fazenda Ulua e Golfrate)que estavam a ter um aumento no volume de negócios.

A Arosfran lembrava, na carta que o Club-K teve acesso, que á semelhança da sua situação – que usufruía condições especiais – solicitava também “no sentido de anuir um tarifário especial de despesas e encargos bancários, para todas as empresas acima alistadas, fundamentalmente sobre as comissões imputadas as ordens de pagamento ao exterior.

O Departamento do Tesouro (DT) dos EUA identificou algumas transações bancarias das empresas do Grupo Arosfran, feitas atravésdo banco BIC, como tendo conexões com o terrorismo internacional.

os facilitadores

.. governo de Eduardo dos Santos

  Em resposta, osEUA (Estados Unidos de America) declararam sanções e reportaram, o facto, ao governo de Angola que viu-se obrigado a expulsar do país o empresário libanês Kassin Tajedeen.

Tendo em conta que o mesmo dominava o mercado de abastecimento alimentar em Angola, o Estado angolano disponibilizou 325 milhões de$$dólares para compra do Grupo Arofran.

Há informaçõesindicando que os negociadores angolanos apenas pagaram 100 milhões de $$ dólares ao empresário libanês sendo que a outra parte “voo” com os facilitadores da parte do governo de Eduardo dos Santos.

O grupo Arosfran foi transformado em empresa NDAD ligada aos generaisdo circulo de confiançado antigo Presidente da República,

enquanto que as suas filiadas ficaram com o advogado  Rui Ferreira, a época dos factos, Presidente do Tribunal Constitucional. Ferreira era desde a década de 90, o advogado da Arosfran.

  ..Rui Ferreira

O então advogado rebatizou algumas das empresas com outro nome e entregou a gestão aos seus filhos.

A Fazenda Ulua passou a chamar-se “Fazenda Filomena”, em homenagem a sua irmã,Fernanda Ferreira Bravo também empresaria e dona do Colégio Filomena Elizangela.

As empresas herdeiras da Arosfran, agora detidas por Rui Ferreira tornaram se parcerias do libanês Kassin Tajedeen (por via dos seus respectivos filhos, Moahmed Tajedeen e Sidney Ferreira.

Tendo em conta que a família Ferreira é obrigada a transferir ao exterior a parte dos dividendos das empresas a família Tajedeen no Líbano, um grupo de cidadãos nacionais,

lançou um pedido aos órgãos de Inteligência e investigação (FBI eCIA),

para se apurar eventuais ligações aos dividendos enviados pela família ferreira ao Hezbollah e outras organizações terroristasdo mundo árabe.

 

E.U.A (Estados Unidos de America)

LIL PASTA – NEWSsexta-feira, 12 de julho de 2019

Mise en forme : jinga Davixa

 

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique. E ANGOLA ??..

LAVA JATO : Negócio de USD 300 milhões $$,.. embaraça Juiz do Supremo : “.. Agi como facilitador” …

LAVA JATO : .. 50 milhões de €€uros na conta,.. do Filho de Rui Ferreira, provoca escândalo …

CABRITO-ESCRITORIO : denúncia Escritório de advogado de Rui Ferreira assessora Zenú dos Santos…

CABRITO-BIC : Chama-se Fernando Telles… apropriou-se de forma ilegal, uma fazenda de 6. 000 hectares,.. pertencente à família do Soba Silva Quinta Vunge …

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique. E ANGOLA ??..

SINDIKA DOKOLO : .. O… »Oligarq-ismo » .. « Colecionar-ismo »,.. e… e.. « Cabrit-ismo » ?..

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

LA « CONSPIRATION DES JUGES » : Urgence en Angola, de créér une Commission Présidentielle.. Anti-Corruption…

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique. E ANGOLA ??..

ANGOLA : Ces « Messieurs », seraient déjà démis de leurs fonctions, et arrêtés ! (dans certains pays occidentaux) – II

ANGOLA : Campagne d’intolérance politique contre… Rui Ferreira,.. Président de la Cour suprême d’ Angola…

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique. E ANGOLA ??..

ANGOLA : La corruption « destitue et balaye… » les gouvernements,.. mais en Angola ?.. ils s’ éternisent …

KLEPTOCRATIE : Les « bons plans »,.. du Président de Banco BIC,.. Fernando Teles …

   Send article as PDF   

Publicado em Cabritismo, Cleptocracia, Ditadura, investigacoes, Lava Jato

Julho 12th, 2019 Por cabritta

 

LisboaO nome do Juiz Presidente do Tribunal Supremo, Rui Constantino da Cruz Ferreira é mencionado, no dossiê de um negócio em que o Estado angolano, injectou 327 milhões de $$ dólares americanos para a compra do património do grupo Arosfran.

A compra foi realizada, porém, os ativos deste grupo empresarial nunca foram parar as mãos do Estado.

Foi distribuído entre as partes envolvidas no negócio.

*Paulo Alves
Fonte: Club-k.net

Estado injectou fundos mas não tem nada em seu nome  …

 .. O facilitador ?..

O negócio aconteceu, foi fechado em 2011, logo após o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos ter acusado o empresário libanês Kassin Tajedeen, de usar as suas empresas em Angola para financiar a rede terrorista do Hezzbolah. Em resposta, o governo de Angola decidiu expulsar Kassin Tajedeen pagando-lhe 327milhões $$ de dólares americanos pelo seu património deixado no país. Isto, é: Na ausência de lei de confisco de património de elementos ligado ao terrorismo internacional, o Estado angolano decidiu comprar as empresas do mesmo – Arosfran, Golfrate e Afribelg – implantadas no mercado nacional.

 .. O facilitador ?..

Como solução, dois generais influentes que trabalhavam com o Presidente Eduardo dos Santos mandaram criar a 13 de Abril de 2011, a empresa Nova Distribuidora Alimentar e Diversos (NDAD), para comprar e ficar com os ativos da então Arosfron.

Dois meses depois da criação da NDAD, isto é, no dia 7 de Junho de 2011, a firma “RGT – Advogados”, fundada pelos juízes Rui Ferreira,  Guilhermina Prata e Teodoro Bastos, preparou a parte legal do “contrato de compra e venda do património e activos do ramo comercial do grupo Arosfran”.

O Estado, por via da NDAD, comprou o património das empresas de Kassin Tajedeen, repartido da seguinte forma:

-* Armazéns – USD 103milhões $$
-* Equipamentos e meios descritos – USD 38 , 72 milhões $$
-* Estoque de Mercadoria – USD 185, 64milhões $$

Ao total, o negócio ficou por USD 327 milhões $$ tendo as partes acordado que o Estado angolano (via NDAD), pagaria USD 200 milhões depois de 72 horas da assinatura do contrato, e o valor remanescente seria pago depois de 5 dias.

Em Março passado, o Maka Angola revelou que o libanês  Kassim Tajideen foi expulso de Angola, impedido de regressar ao país durante 20 anos.

À boa maneira dos negócios que envolvem o generalato presidencial, apenas USD 100 milhões foram usados na compra de património e activos da  Arosfran.

Outra parte dos fundos   “voou” com as asas dos generais.

 

O assunto sobre este negócio nunca foi tornado público porque no momento do contrato os advogados em nome das partes (NDAD e Arosfran) colocaram uma clausula de confidencialidade determinado

“que nenhuma das partes poderá, sem o consentimento prévio por escrito, prestar qualquer informação a imprensa ou de uma forma efectuar qualquer anuncio público relativamente ao presente documento ou a transação prevista pelo presente, salvo se efectuar ao abrigo de preceito legal ou regulamentar que a exija.”.

  (esq).. a juíza Guilhermina Prata

 

O contrato foi assinado, pelo empresário francês  Vincent Miclet, na qualidade de “testa de ferro” da NDAD, enquanto que pela Arosfran, assinou o libanês Kassin Tajedeen e os escritórios de advogados de Rui Ferreira.

Uma vez que se usou fundos públicos, o Serviço Nacional de Recuperação de Activos (SNRA), liderado pela procuradora Eduarda Rodrigues é citado como tendo dificuldades em confiscar estes bens comprados com dinheiros do Estado por envolver interesses do Presidente do Tribunal Supremo.

Numa exposição datada de 2016, Vicent Micle, ex-sócio dos generais da Presidência de José Eduardo dos Santos assume que “Esta sociedade – NDAD – foi criada com o intuito de absorver no mercado angolano as estruturas da (Arosfram Golfrate e Muteba),

pertencentes ao Sr Kassin Tajedeen com a finalidade de dar continuidade a grande estrutura de distribuição alimentar a população mais desfavorecida , tendo me sido confiada essa responsabilidade de gestão pelo Estado angolano , que aceitei , o desafio sem qualquer hesitação.”

Rui Ferreira em sua defesa disse, a poucos meses ao Maka angola que “o que fiz foi uma missão de bons ofícios, por sinal bem-sucedida e aceite pelas duas partes. Não agi como advogado de nenhuma delas, mas sim como ‘facilitador’ do acordo”.

E mais disse que, “Foi uma diligência de bons ofícios pedida pelo governo do meu país, no interesse nacional e não remunerada.”

Apesar de ter declarado que não agiu como advogado, os documentos em posse do Club-K, está estampado o carimbo do seu escritório de advogado com as letras RGT, que correspondem as inicias dos sócios,  Rui, Guilhermina e Teodoro Bastos.

De acordo com observações, Rui Ferreira, mediou o processo como advogado gerando incompatibilidade tendo em conta que já ocupava o cargo de Presidente do Tribunal Constitucional.

Por outro lado, foi constatado que para além de ter servido comofacilitador do acordo, o Juiz Rui Ferreira, criou naquela mesma altura, outras empresas tornando-se ele próprio sócio do empresário libanês que estava a ser indiciado por terrorismo pelos Estados Unidos. Nos negócios com o suposto terrorista, ambos, fizeram-se representar pelos seus filhos.

.. Agi como facilitador …          .. Agi como facilitador …            .. Agi como facilitador …        


A fazenda Ulua, pertencente ao Grupo Arosfran foi rebatizada por “Fazendo Filomena”, em homenagem a uma irmã. A mesma é gerida por Sidney Carlos Manita Ferreira, o filho do Juiz Rui Ferreira.

 

No dia 1 de Abril de 2011, foi criada a AllCommerce liderada por Sidney Carlos Manita Ferreira, e cujas escrituras estão em nome sócio libanês Mohammed Tajedeen (filho de Kassin) e de Laurinda Jacinto Prazeres Monteiro Cardoso, actual Secretaria de Estado do governo de João Lourenço.

Sidney Ferreia controla igualmente a AngoAlimentos.

.. Laurinda Jacinto Prazeres Monteiro Cardoso, actual Secretaria de Estado do governo de João Lourenço


Ainda naquele ano de 2011, foi criada a CONGIMBO IMOBILIARIA, em nome de Sidney Carlos Manita Ferreira e de Laurinda Jacinto Prazeres Monteiro Cardoso, que cessaria, em 2018, a favor do libanês Khaled Hachem.

A CONGIMBO IMOBILIARIA, é a empresa que gere o “Hotel Palmeira”, é a empresa que controla edifícios de fronte a fábrica da Cuca, no Cazenga, pertencente a Kassin Tajedeen, e um condomínio em Luanda, onde vive a juíza Guilhermina Prata e o Juiz Manuel Dias da Silva “Maneco”.

A família Ferreira detém ainda SOCIEDADE GESTEMP ANGOLA – Comércio e Serviços, S.A.

No seguimento dos negócios firmados com o sócio Kassin Tajedeen, a família Ferreira tornou-se geradora de receitas.

Recentemente, um grupo de cidadãos pediu a PGR, um inquérito contra os negócios de Rui Ferreira, na qual sugerem a componente internacional com a concorrência de outros órgãos de Inteligência e investigação (FBI e CIA), para se apurar eventuais as ligações deste grupos econômicos angolanos com Hezbollah e outras organizações terrorista pelo Mundo.

No pedido feito a PGR, o grupo de cidadãos deixou questões questionando Como foi possível o Grupo de negociador esconder um conjunto de empresa ao Estado sem que essas fossem tomada por via de compra, e transformá-las em propriedade exclusiva da família Rui Ferreira e Advogado Laurinda ?

Não estaremos perante a uma Logística Financeira a ser preparada a partir do Interior do Pais para exterior ?”

A Empresa Cogimbo – Imobiliária que gere Hotel Palmeiras e condomínio que acolhe os juízes conselheiros, tudo isso foi escondido aos olhos do Estado, não haverá outras conivências,

questionou o “movimento de pressãoa PGR

 

LA « CONSPIRATION DES JUGES » : Urgence en Angola, de créér une Commission Présidentielle.. Anti-Corruption…

ANGOLA : Ces « Messieurs », seraient déjà démis de leurs fonctions, et arrêtés ! (dans certains pays occidentaux) – II

LAVA JATO : PGR quer ouvir Rui Ferreira,.. em novo escândalo de negócio privado …

ANGOLA : Campagne d’intolérance politique contre… Rui Ferreira,.. Président de la Cour suprême d’ Angola…

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique. E ANGOLA ??..

LAVA JATO : Sociedade cívil defendem afastamento,.. de Rui Ferreira do Tribunal Supremo …

CABRITO-ESCRITORIO : denúncia Escritório de advogado de Rui Ferreira assessora Zenú dos Santos…

La Mafia au « poleiro » (MPLA), l’unique organisation criminelle, véritable, que connait l’Angola.

CRIMINELS ?… Le problème des dirigeants du MPLA ?… ne pas se soucier, des preuves rassemblées !..

SINDIKA DOKOLO : .. O… »Oligarq-ismo » .. « Colecionar-ismo »,.. e… e.. « Cabrit-ismo » ?..

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

Ces « Messieurs », seraient déjà démis de leurs fonctions, et arrêtés ! (dans certains pays occidentaux) – I

CORRUPCÃO : ..Vamos à manifestacao no largo da independencia sabado dia 6 de julho 2019 …

DITADURA : Zé Maria diz-se adoentado …

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique. E ANGOLA ??..

LAVA JATO : .. 50 milhões de €€uros na conta,.. do Filho de Rui Ferreira, provoca escândalo …

CABRITO-FUNDO : O Juiz Presidente Rui Ferreira e a conspiracão ?.. do … “Cabritismo” ?..

KLEPTOCRATIE : un (une) « kleptocrate »  ne peut être promu(e) … Ni ministre, ni dirigeant(e),..  ni xxx..x.. et … ni Vice-xxx..x…..

CRIMINELS ?… Le problème des dirigeants du MPLA ?… ne pas se soucier, des preuves rassemblées !..

CABRITO-ESCRITORIO : denúncia Escritório de advogado de Rui Ferreira assessora Zenú dos Santos…

   Send article as PDF   

Publicado em Cabritismo, Cleptocracia, Corrupcao, investigacoes, Lava Jato, PGR, Tribunal Etiquetas: ,

Julho 8th, 2019 Por cabritta

Lisboa A Procuradoria Geral da República liderada pelo general Hélder Fernando Pitta Grós quer ouvir o Juiz Presidente do Tribunal Supremo, Rui Constantino da Cruz Ferreira no âmbito de um processo relacionado a empresa privada 5M, de direito angolano cuja acusação foi movida pelo empresário francês Vincent Miclet.

Fonte: Club-k.net

 

Sócio francês abre queixa contra advogado do regime  …

Enquanto viveu em Angola, o empresário francês foi colocado a gerir a empresa 5M, entre o período de 2010 a 2012, ligada a antigos generais da presidência.

Os verdadeiros donos da 5M, agora rebatizada por SOPORTOSTransportes e Descargas, S. A. são:

Manuel Vieira Dias Júnior, Leopoldino Fragoso do Nascimento, José Pedro de Morais Júnior e José Mário Cordeiro dos Santos.

Na acusação feita, Vincent Miclet, antigo PCA da empresa queixa-se que um grupo de advogados ligados ao antigo circulo presidencial terão rasurado uma procuração forense em seu nome e com poderes especiais

e que de seguida foi usada para outras finalidades como passagem de património e movimentações financeiras para alegados familiares que acredita serem “testas de ferro” dos advogados.

Vincent Miclet alega não reconhecer como sua, a assinatura contida na procuração por isso acredita ter sido sujeita a alterações indevidas, traduzidas emfalsificação de documentos”.

Para esclarecimento do assunto as encarregue de investigar a queixa decidiram ouvir todas as figuras citadas por Vincent Miclet como próximas ao dossier.

Desde o inicio do processo, a PGR ouviu  o sócio  José Mário Cordeiro dos Santos  no departamento de combate a corrupção, que fica no 5o andar das instalações do palácio de Justiça.

Na segunda-feira (1), o instrutor do processo, ouviu o queixoso Vincent Miclet para colher o seu depoimento. Vicent que se encontra a viver temporariamente no Reino dos Marrocos foi ouvido durante 45 minutos, na segunda-feira (2 Julho), por vídeo conferência.

Quanto a Rui Ferreira, fontes da PGR, esclareceram que este advogado goza de um fórum especial por ocupar um alto cargo na magistratura angolana e na sua condição deverá ser convidado para ser ouvido em declarações num local escolhido pelo mesmo.

Deverão ser também notificados, os generais Manuel Vieira Dias Kopelipa, Leopoldino do Nascimento, entre outros.

Club-k.net – 03 de julho de 2019

O Cabritismo ?..  …

Mise en forme : jinga Davixa

Partilhar isto

 

CRIMINELS ?… Le problème des dirigeants du MPLA ?… ne pas se soucier, des preuves rassemblées !..

SINDIKA DOKOLO : .. O… »Oligarq-ismo » .. « Colecionar-ismo »,.. e… e.. « Cabrit-ismo » ?..

LAVA JATO : .. 50 milhões de €€uros na conta,.. do Filho de Rui Ferreira, provoca escândalo …

ANGOLA : Campagne d’intolérance politique contre… Rui Ferreira,.. Président de la Cour suprême d’ Angola…

LAVA JATO : .. 16 razões para o Dr. Rui Ferreira demitir-se da presidência do Tribunal Supremo …

LAVA JATO : Sociedade cívil defendem afastamento,.. de Rui Ferreira do Tribunal Supremo …

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique. E ANGOLA ??..

CABRITO-FUNDO : O Juiz Presidente Rui Ferreira e a conspiracão ?.. do … “Cabritismo” ?..

MIRAMAR : .. O “Bunker” do “Cabritismo” ?..

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

LAVA JATO : .. ” Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes “

LAVA JATO : ..  » Tenho duvidas,.. que O presidente tera,.. coragem de exigir,.. O rapatriamento de capitais, a governantes « 

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique. E ANGOLA ??..

LAVA JATO : Zenú e Pontes,.. usaram EMPRESA FANTASMA,.. para comprar Banco …

ANGOLA : Juges de la Cour Constitutionnelle, et suspectés d’ exercer la profession d’avocat !.. (en catimini ?..)

CABRITO-FUNDO : O Juiz Presidente Rui Ferreira e a conspiracão ?.. do … “Cabritismo” ?..

KLEPTOCRATIE : un (une) « kleptocrate »  ne peut être promu(e) … Ni ministre, ni dirigeant(e),..  ni xxx..x.. et … ni Vice-xxx..x…..

BESA : LE GOUVERNEUR MASSANO ET,.. LES PERTES « BOMBASTIQUES »,.. DE LA BNA.

ANGOLA : Campagne d’intolérance politique contre… Rui Ferreira,.. Président de la Cour suprême d’ Angola…

SACANICE : A juventude de hoje não faz ideia dos crimes cometidos pelo General Zé Maria – Fernando Vumby

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cabritismo, Lava Jato, PGR Etiquetas: , , ,

Junho 26th, 2019 Por cabritta

 

  Lisboa – José Filomeno dos Santos terá enquanto Presidente do Fundo Soberano de Angola, usado fundos de origem incerta para comprar o antigo “Banco Pungo Andongo”.

O filho do ex- Presidente de Angola passou a controlar este banco através da empresa fantasma “Mais Financial Service” detida pelo seu “testa de ferro”, Jorge Pontes Sebastião, que se tornou no PCA. A dupla injectou capital no banco e batizou -lhe com outro nome: “Banco Mais”.

Fonte: Club-k.net

Acadêmico apela  investigação da PGR

O Banco Pungo Andongocomeçou a ser idealizado em Setembro de 2013, tendo como um dos seus entusiastas, o bancário Paixão António Júnior, que na altura não podia aparecer por exercer funções de PCA do Banco estatal BPC.

O banco seria oficialmente constituído aos 28 de Fevereiro de 2014 apresentando como acionistas figuras como: Manuel da Cruz Neto (Ex-SG da Presidência da República) , Fábio Denílson Silvone António (filho de Paixão Jr), Manuel António Monteiro ( presidente da Federação das Cooperativas agro-pecuárias), Filipe Lemos Inácio (jurista); e Marcos Barros da Fonseca (testa de ferro de Paixão Júnior).

Um ano depois da sua fundação, estes acionistas invocaram falência.

No dia 28 de Setembro de 2015, os mesmos juntaram-se e decidiram nesta reunião, passar 51% das ações do banco “Pungo Andongo” para a “Mais Finance Service”, empresa fantasma de Jorge Gaudens Pontes Sebastião, que nem sequer estava ainda registrada.

Somente três meses depois desta reunião é que a “Mais Finance Service” foi legalizada precisamente a 4 de dezembro de 2015.

De acordo com documentos em posse do Club-K, no dia 9 de Maio de 2017, o Banco Nacional de Angola (BNA), na altura dirigido por Walter Filipe da Silva, fez um despacho confirmando que a “Mais Finance Service,

havia injectado capital no banco “Pungo Andongo”, que de seguida passaria a ser rebatizado por “Banco Mais”.

A data anterior a esta medida do BNA, o “testa de ferro”, Jorge Gaudens Pontes Sebastião já controlava o “Pungo Andongo” como por intermédio de uma outra empresa sua,

a CAMEX, S.A. Pontes ficou o PCA e um colaborador brasileiro, Jose Valentim Barbieri, liderava a comissão executiva do banco.

No passado dia 8 de setembro, o administrador executivo do “Banco Mais”, António Santana anunciou que, até ao último trimestre, a sua instituição irá aumentar o capital social em 50 por cento,

com vista a observar uma imposição de Março último, do Banco Nacional de Angola (BNA) relativa à elevação dos rácios regulamentares.

Onde os acionistas vão buscar dinheiro para injectar no banco ?..

A acionista maioritária do Banco Mais é a “Mais Finance Service”, a quem caberá fazer o aumento do capital.

A “Mais Finance Service”, é a empresa que esta a ser investigada pela PGR, por ter sido usada para operação da burla de 500 milhões $$ de dólares do BNA.

Os documentos da justiça angolana atestam que a “Mais Finance Service”, e que foi usada por Jorge Pontes Sebastiao e Zenu dos Santos para o receber, em Agosto de 2017, o valor de 24 milhões do BNA para uma falsa consultoria técnica financeira.

O Tribunal Supremo confirma que recuperou de volta os valores depois de Jorge Pontes ter repartido com os amigos que ajudaram no esquema fraudulento, dentre os quais é citado o advogado Teodoro Bastos.

José Filomeno e Jorge Pontes são agora acusados pelo Tribunal Supremo pela pratica de associação criminosa, crime de burla por defraudação, branqueamento de capitais e etc.

Tendo o Banco Mais, como acionista maioritária uma empresa fantasma que é a “Mais Finance Service”, o acadêmico e investigador Domingos da Cruz, contactado pelo Club-K,

Jorge Pontes Sebastião …

aproveita a ocasião para apelar a Procuradoria Geral da República, para que esclareça a origem exacta dos fundos que esta empresa usou para comprar o antigo banco Pungo Andongo e transformar em “Banco Mais”.

Há um despacho 002/18, da PGR enviado ao Tribunal Supremo explicando  que esta empresa ‘Mais Finance Service’ foi usada  por duas  vezes para um esquema fraudulento financeiro.

Havendo antecedentes e tendo em conta que o seu mentor Jorge Pontes não tem histórico de emprendendorismo ou que tenha herdado alguma riqueza,

achamos portanto que há toda uma necessidade de a PGR esclarecer ao público a origem dos fundos usados para compra de participações no Banco Mais.

Há que se saber se foram fundos do Fundo Soberano de Angola ou de um outro esquema fraudulento que tenha  lesado o Estado angolano, defendeu o  ex- docente da Universidade Independente de Angola.

CLUB -K   – 1 de outobro de 2018

Mise en forme jinga Davixa

Partilhar este artigo

Danilo dos Santos,.. Filho mais novo do PR recebe banco de presente …

“ZENU”… DOS SANTOS : Britânicos apertam cerco sobre a burla de 500 milhões de dólares… (pelo “cabritismo” !..)

ZENÚ ? : A Corrupcao mata…

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

CABRI-POSTAL : .. é um Banco Postal ou.. dos  » Cabrito’s  » ??…

Contact

BESA : um “cabritismo” altos lugares… altas figuras…e..”V.I.P” ?.. – Cabritta investigadora –

CRIMES : Ministro do Interior apela à denúncia de crimes económicos para combater corrupção,…e..O “cabritismo” ?..

ANGOLA : Une Banque Centrale,.. un pillage de 500 millions de $$ dollars, digne de… «Ocean’s Eleven» – -du genre intriguant,.. mis en échec par un caissier de la HSBC…

JES : Le parrain de la corruption,.. doit lui aussi, être entendu par la justice…

CABRI-POSTAL : .. é um Banco Postal ou.. dos ” Cabrito’s ” ??…

HC : aqui aqui nós “carneiramos”,.. bebemos… e enxágue os dentes !..

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

CABRITISMO : “90% dos angolanos, quer que MANUEL VICENTE seja julgado em Portugal”…

LAVA JATO : Americanos atacam a Corrupção em Moçambique . E ANGOLA ??..

ZENU : O « Cabritismo » ?.. num “musseque” de Londres ?..

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

Interesses de Isabel dos Santos arrolados,.. no processo de empresas constituídas,.. com dinheiro roubado do Estado …

LAVA JATO : .. 16 razões para o Dr. Rui Ferreira demitir-se da presidência do Tribunal Supremo …

LAVA JATO : Sociedade cívil defendem afastamento,.. de Rui Ferreira do Tribunal Supremo …

SINDIKA DOKOLO : .. O…”Oligarq-ismo” .. “Colecionar-ismo”,.. e… e.. “Cabrit-ismo” ?..

Executivo vai reaver os quase 5 mil milhões de dólares roubados do Estado,.. pela elite de então …

KLEPTOCRATIE : Le PCA de Banco BIC, M. Fernando Teles,.. nouvel « usurpateur » de terres à Kwanza Sul…

 

ACTIVISTA DOS 15+2 EM RISCO DE VIDA POR DOENÇA DESCONHECIDA …

KLEPTOCRATIE : Proposition d’ un nouveau Cadre Juridique, contre la Corruption en Angola … – par Rui Verde

CABRITO-ESCRITORIO : denúncia Escritório de advogado de Rui Ferreira assessora Zenú dos Santos…

KLEPTOCRATIE : Le PCA de Banco BIC, M. Fernando Teles,.. nouvel « usurpateur » de terres à Kwanza Sul…

LA SÉCHERESSE DANS LE SUD DE L’ANGOLA, A DÉJÀ PROVOQUE PLUS DE 10 MILLES (10.000) CAS DE DÉ-NUTRITION, PARMI LA POPULATION A CUNENE.

LAVA JATO : Zenú e Pontes,.. usaram EMPRESA FANTASMA,.. para comprar Banco …

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Burla, Cleptocracia, Lava Jato Etiquetas: , , ,

Partilhar
Partilhar