Fevereiro 1st, 2020 Por cabritta

. rainha da cocada

Em Dezembro de 2019, quando ainda se achava a “rainha da cocada, ou seja, quando muito europeu rastejava aos seus pés,

Isabel dos Santos disse ao Observador que Tchizé dos Santos, Zenu, Coreón e outros eram apenas meios irmãos”, com os quais não tinha uma relação próxima”.

Agora que está a ver o diabo a assar sardinha, a antiga “Princesa reclama que está a ser perseguida por ser negra africana.

1- Primeira questão: desde quando é que ela assumiu a sua africanidade ?..

2- Segunda questão: os negros africanos não têm meios irmãos.

        .. os negros africanos .. até o primo é irmão

Têm irmãos e ponto final. Em muitos casos, até o primo é irmão.    

Esse conceito de meio-irmão é dos europeus, de quem Isabel é mais próxima do que dos seus próprios irmãos.

Colocado perante a hecatombe que se abateu sobre Isabel, Coreón Dú deu o troco:

não tenho qualquer interesse em envolver-se em discussões sobre “a política de Angola ou qualquer forma de intriga política que envolva as suas (de Isabel) instituições ou figuras”.

Coitado do ex-PR: além da embrulhada em que se viu envolvido em virtude de ter transformado Angola num parque de diversão dos seus filhos,

o velho a família a esfarelar-se completamente.

E convém lembrar que ao velho já falta, faz algum tempo, uma cara-metade.

Não há dúvida que o velho está a levar uma vida de cão contra qual não tem a menor

  .. parque de diversão

serventia os biliões que ele e os filhos, pelo menos as duas moças, roubaram.

 

Por Graça Campos

Correio Angolense – 31 de janeiro de 2020

Partilhe este artigo

Mise en forme : jinga Davixa

 

JES : Le parrain de la corruption,.. doit lui aussi, être entendu par la justice…

Ils nous volent tout ce qu’ils peuvent,… ne laissent rien, rien et rien !…

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

O CASO ISABEL DOS SANTOS : ..Extradiçao de Portugueses para Angola …

A ascensão e a derrocada.. de ISABEL DOS SANTOS está ligada aos escândalos de corrupção no Brasil,.. pela LAVA-JATO …

SINDIKA DOKOLO : .. O… »Oligarq-ismo » .. « Colecionar-ismo »,.. e… e.. « Cabrit-ismo » ?..

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

LAVA JATO : Banco Inglês ameaça encerrar contas de Tchizé …

LAVA JATO : .. Justiça angolana aguarda por FIM de imunidade para investigar Manuel Vicente – PGR …

CABRITISMO : ..Governantes de Angola acusados de .. » Criminosos » .. (video..)..

« J.E.S reste le maître,… en matière de corruption » – Rafael Marques

DOS SANTOS : .. O “Cabritismo” uni-pessoal …

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cleptocracia, Corrupcao, Interview Etiquetas: , , ,

Janeiro 12th, 2020 Por cabritta

.. Juntos e misturados na.. roubalheira …

Quem anda por cá há já alguns anitos por certo que se lembra de

uma célebre música de Santos Júnior “estendendo” em hasta pública uma tal de Madalena por haver roubado  “fazenda”, que era a designação genérica de tecido.

No contexto dos anos 60/70 e até antes mesmo, a sociedade era relativamente condescendente para com os homens que mexessem em coisa alheia – embora fosse uma vergonha extensiva à família toda do mão fatal. Mas relativamente a mulheres a tolerância era 0.

A tal de Madalena, figura real, cantada por Santos Júnior carregou durante longos e penosos anos uma pesada cruz por haver tomado coisa que não lhe pertencia.

Durante todo esse período, a “nossa” Madalena, nome fictício de uma famosa cantora na  época,  andava cabisbaixa quando ousava pôr a cabeça fora de casa. Era alvo de chacota geral.

 

Com a chegada da revolução a igualdade de direitos reivindicada pelas mulheres passou a contemplar  não apenas tratamento igual perante a lei e outros quejandos. Algumas mulheres estenderam a igualdade também ao “direito” ao gamanço , ao homicídio e a outras práticas vergonhosas que antigamente eram praticamente monopólio de homens.

Nos quimbos onde muitos de nós nascemos, o gamanço praticado por mulheres consistia basicamente na subtração de uma ou outra mandioca, uma ou outra espiga de milho, algo que era praticado quase que exclusivamente em lavras de familiares ou de pessoas amigas e  nunca na lavra de pessoa desconhecida por causa do medo do feitiço.

No fundo, tirar, sem autorização,  uma mandioca ou uma espiga de milho  era uma prática aceite e consentida pela e na comunidade.

Hoje, por causa das modernidades, homens e mulheres praticam os mesmos crimes; em algumas circunstâncias, as mulheres até superam os homens

(veja-se o caso  de Isabel dos Santos: toda a sua fortuna foi construída com base emtrapaça de dinheiro e património público).

Em algumas empresas públicas mulheres que deram golpes mais violentos.

..juntos …

Dir-se-ia que agora há paridade no gamanço e noutras práticas nefastas.

Agora, homens e mulheres estão juntos e misturados.

Todos roubam.

Veja-se o caso da Assembleia Nacional: ali convivem alegremente larápios e … larápias  

Corruptos e corruptas andam de mãos dadas e circulam pelos corredores da Assembleia Nacional como se fossem as pessoas mais honradas deste mundo.

..Na bancada parlamentar do MPLA probos e trapaceiros convivem alegremente …

 

No tempo em que havia vergonha na cara das pessoas, a ex-ministra das Pescas, Victória de Barros Neto, acusada de se locupletar de dinheiro público de Angola e da Namíbia, não ousaria pôr a cabeça na rua, quanto mais ir expor-se na Assembleia Nacional, uma casa que todos deveríamos respeitar.

Marido que deixa a mulher sair de casa carregando o anátema de ladra não é bom marido.

Mulher que prepara o melhor  fato para o marido  indiciado em crimes “estilar” nos corredores da Assembleia Nacional e noutras  instituições não é boa mulher.

No tempo em que havia decência todos os deputados indiciados em crimes se resguardariam em casa para pouparem da vergonha os seus familiares.

Um pai decente aceita mesmo que o seu filho seja humilhado pelos seus colegas de escola com comentários como

ó Joaquim ontem vi o teu pai na televisão, disseram que ele desviou…

Assim mesmo está bom ?

O novo Código Processual Penal deveria contemplar punição para os pais que expõem os filhos a constrangimentos provocados pela sua conduta indecente.

 

Graça Campos

Correio Angolense- Sexta-feira, 20 de Dezembro de 2019

Mise n forme : jinga Davixa

 

LAVA JATO : Congeladas contas bancárias de Higino Carneiro,.. Manuel Rebelais e outras figuras políticas na Suíça …

LAVA JATO : insulto, desdém e.. “Cabritismo” …

ZENÚ ? : A Corrupcao mata…

LAVA-JATO EM ANGOLA …

KLEPTO-MANIA : ..“O meu pai disse-me para ter coragem” … – Isabel dos Santos –

PRÉSIDENT : Nous, peuple angolais… sommes malheureux,.. très malheureux !..

LAVA JATO : Congeladas contas bancárias de Higino Carneiro,.. Manuel Rebelais e outras figuras políticas na Suíça …

Carlos Rosado: « La justice angolaise devrait enquêter sur les ramifications, du système blanchiment d’argent »

MPLA : A Quand la lutte contre la corruption ?.. Mais sérieusement ?..

CABRITISMO : João Lourenço manda arrestar tudo o que é de ISABEL DOS SANTOS …

LAVA JATO : « Tarde ou cedo, são eles que acabarão na cadeia »… – Rafael Marques –

ACTIVISTA DOS 15+2 EM RISCO DE VIDA POR DOENÇA DESCONHECIDA …

Les tentacules de la corruption brésilienne, sont déjà arrivées en Angola

LAVA JATO : Isabel dos Santos « controla, através de um testa de ferro,.. a Global Media ».. – Ana Gomes –

KLEPTO-MANIA : .. um fardo chamado,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

KLEPTO-MANIA : ..“O meu pai disse-me para ter coragem” … – Isabel dos Santos –

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

PRÉSIDENT : une immunité à Vie du Dictateur n’est plus du tout garantie…

CRIMINELS ?… Le problème des dirigeants du MPLA ?… ne pas se soucier, des preuves rassemblées !..

ZENÚ ? : A Corrupcao mata…

ANGOLA : Nandó, Président de l’Assemblée Nationale (…et familiale ?), importera les 250 Lexus 4×4 ! , via son propre fils. (77 millions $)

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

LAVA JATO : Jornal inglês revela, que Isabel dos Santos é proprietária de uma mansão de 15 milhões de $$ dólares em Londres …

João Lourenço goza férias no interior do país …

   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cabritismo, Lava Jato, Parlamento Etiquetas: , ,

Novembro 24th, 2019 Por cabritta

Caros leitores  !..

basta !..basta !..

Cabritismo ?.. aos seus lugares… 

é .muita..muita.….….muita …….

 desonestidade !.. 

 

 

O antigo Procurador Geral da República não quer ser enterrado nesta m…” .. chamada Angola

Corre em alguns círculos políticos que certo dia, depois de haver comprado uma extensa e produtiva vinha na região de Braga, em Portugal,

o então Procurador Geral da República, general João Moreira Maria de Sousa, levou familiares e amigos a um restaurante de luxo para “baptizar” a aquisição, pela qual pagou uns bons milhares $$ de dólares.

Le 05.12.2007 – LE CHEF DE L`ETAT, JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS (À DROITE.), INVESTIT LE NOUVEAU PROCUREUR GÉNÉRAL DE LA RÉPUBLIQUE, JOÃO MARIA DE SOUSA…

Às tantas e ligeiramente inebriado pelo vinho de pura casta que era ali servido a rodos, João Maria de Sousa abriu o coração:

 

Quero aqui comunicar a todos que quando morrer quero ser enterrado aqui.

Não quero que o meu corpo vá para aquela “m…” de Angola”.

 

A semana passada, o Club- K

noticiou que a Unidade de Protecção de Individualidades Protocolares (UPIP) do Comando Geral da Polícia Nacional reduziu de 30 para 24 o número de efectivos que protegem o antigo Procurador Geral da República.

De acordo com o site, em quantidade de homens que garantem a sua protecção João Maria é suplantado pelo actual Presidente da República e pelo seu antecessor, José Eduardo dos Santos.

Nos 10 anos que dirigiu a Procuradoria Geral da República, a corrupção e a impunidade quase ganharam dignidade constitucional.

 

Durante esse longo período, nenhum “peso pesado” foi levado à barra do tribunal por crime de corrupção ou qualquer outra lesão a interesses do Estado.

Em contrapartida, durante o consulado do João Maria de Sousa, as cadeias do país ficaram sempre sobrelotadas de cidadãos acusados da prática de crimes puníveis com penas ligeiras ou mesmo passíveis de ser convertidas em multas.

Por causa da pesada herança de João Maria de Sousa, hoje as cadeias do país ainda continuam apinhadas de pilha-galinhas, pessoas detidas por roubo de botijas de gás, telefones celulares e outros bens de somenos importância.

Há ainda cidadãos que continuam a expiar crimes como o de roubo de pão para saciar a fome.

.. fifty../ Fifty …. a alegada falta de provas … …

João Maria de Sousa justificou, sempre, alegou sempre falta de provas para inculpar cidadãos que enriqueciam do dia para a noite sem a menor justificação plausível.

A alegada falta de provas, por detrás da qual se refugiava o PGR, era contrariada por “montanhas” de relatórios de credíveis organizações internacionais como FMI, Banco Mundial,

“Human Watch Rights” e outras que incluíam Angola no topo do ranking dos países onde a corrupção e a impunidade mais prosperavam.

Ao fim de 10 anoso únicotroféu de caça” que João Maria de Sousa levou para a casa é o de haver condenado

o chamado grupo dos 15 + 2,

uma associação de jovens que reclamava, apenas, liberdade e democracia para o seu país.

Com um passivo desses às costas, João Maria de Sousa não é merecedor de mais nenhuma benesse do Estado. Continuar a pagarlhe os “escoltas”

é um escárnio aos milhares de angolanos, muitos deles sem culpa formada, que ele empurrou para as cadeias.

 

Aliás, me paragens decentes, João Maria de Sousa deveria ser levado a tribunal para responder pelos crimes de incentivo e conivência com a corrupção

E oxalá que, quando a hora fatal lhe bater a porta – e ela há de chegar inevitavelmente -,

o Estado angolano não se lembre de assumir os custos da transladação do corpo para a terra onde o infando João Moreira Maria de Sousa quer ser enterrado

 

Graça Campos

Mise en forme : jinga Davixa

 

LE PROCÈS DES 2 JOURNALISTES : Dans les yeux,.. je lui dirai  « corrompu !.. »,.. dit Rafael Marques à propos de (João Maria de Sousa ), l’ancien Procureur Général de la République

LAVA JATO : Destruir o covil de ladrões …

 

MARCOLINO MOCO : « Houve 15 anos de desgovernação » …

LAVA JATO : ..Les Gouvernants de l’Angola traités de .. « Criminels » … (vidéo..)..

PRÉSIDENT : une immunité à Vie du Dictateur n’est plus du tout garantie…

PRÉSIDENT : une immunité à Vie du Dictateur n’est plus du tout garantie…

DROITS DE L’HOMME : .. un fardeau qui s’appelle,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

ANGOLA : Conseils pratiques pour prisonniers .. de Luxe .. et autres..”V.I.P” ?.. – Rafael Marquès de Morais

OBJECTIF- CABRITISMO : La Sté privée IMEXCO … payait des salaires mensuels au Procureur Général de la République. (João Maria de Sousa !..)

ANGOLA : un banquier proche du pouvoir a pillé 600 millions $$ de dollars …

ANGOLA : Ces « Messieurs », seraient déjà démis de leurs fonctions, et arrêtés ! (dans certains pays occidentaux… ) – II

ADALBERTO, salve o que resta. Honre Jonas Savimbi !..

DITADURA : ..(Já) temos em Angola um sistema judicial credível ?..

DICTATURE : Le président du Parlement « NANDÓ »  veut en finir avec les réseaux sociaux en angola…

RÉPRESSION : un opposant dénonce en angola,.. des méthodes qui rappellent l’apartheid…

HC : aqui aqui nós “carneiramos”,.. bebemos… e enxágue os dentes !..

FOLHA 8 : Consulta apenas de rotina ?.. impede presenca do Ex-PGR João Maria de Sousa, no Tribunal Provincial de Luanda …

LAVA JATO : .. um fardo chamado,.. JOAO-MARIA de SOUSA …

   Send article as PDF   

Publicado em Cabritismo, Cleptocracia, investigacoes, Lava Jato, Repressao Etiquetas: , ,

Outubro 5th, 2019 Por cabritta

O oficioso Jornal de Angola noticiou a semana passada que a Procuradoria Geral da República remeteu ao Tribunal Supremo processos-crime envolvendo os deputados Manuel Rabelais e Higino Carneiro.

Higino Carneiro, antigo governador de Luanda, é arguido num processo em que é acusado  da

prática de vários crimes, nomeadamente, peculato, abuso de poder, branqueamento de capitais e violação de normais de execução orçamental.

Sobre Manuel Rabelais, antigo director do Gabinete de Revitalização e Execução da Comunicação Institucional (GRECIMA) pesa a suspeita de gestão danosa de bens públicos.

Por ambos serem deputados, Higino Carneiro e Manuel Rabelais só irão a julgamento, na Câmara Criminal do Tribunal Supremo, se a Assembleia Nacional levantar as imunidades de que estão cobertos.

O putativo julgamento de Higino Carneiro e Manuel Rabelais coloca a Assembleia Nacional e o Tribunal Supremo perante uma boa oportunidade de estabelecerem um pacto que leve à completa “desinfestação” do Parlamento angolano, uma instituição que, como é sábado,

foi transformada em porão onde se acoitam os indivíduos que pisaram o risco vermelho na gestão da coisa pública.

Desinfestação …

Desinfestação entendida como expurgar a Assembleia Nacional de todos os indivíduos que conspurcam a nobre casa.

Deveriam ser alvos dessa limpeza, feita com bastante esfregão e potassa, criaturas como o ex-governador da Huíla, João Marcelino Tyipinge.

Demitido do cargo, depois de haver confessado espontaneamente o desvio de avultadas somas de dinheiro público para contas privadas, ele foi refugiar-se na Assembleia Nacional, espaço onde são acolhidos, de braços abertos, contraventores e semelhantes. Como o ex-governador da Huíla, há outros deputados que tomam o nosso Parlamento como um santuário da impunidade.

São indivíduos que têm algo a dizer ao país sobre como usaram fundos que era suposto serem de todos os angolanos.

Tal  é o caso, por exemplo, de Joaquim David, de quem se exigem explicações sobre a origem do dinheiro com que reabilitou algumas fábricas têxteis do país.

 

Para Manuel Vicente, a Assembleia Nacional também  pode constituir um escudo para escapar a um possível julgamento sobre o seu papel – e o do seu enteado – na roubalheira em que se traduziu uma negociata envolvendo a Sonangol, a Sonair e a TAP.

Nos primeiros dias de Agosto, em artigos seguidos, Rafael Marques demonstrou, minuciosamente, como Pedro Mutinde transformou a província do Kuando Kubango num pasto para si e para os seus.

Sob a sua gestão, dinheiro público desembarcava nos bolsos de filhos, colaboradores e amigos de Mutinde sem a menor cerimónia.

Mutinde foi exonerado em Julho, mas o seu lugar na Assembleia Nacional está garantido.


Quando for dado por terminado o  tortuoso consulado de Gonçalves Muandumba no Moxico, reentrará triunfalmente no forte onde se escondem, alegre e impunemente, criaturas que, em países decentes estariam recolhidos em presídios de máxima segurança para não contaminarem os cidadãos de boa estirpe

Com a fama de haver pilhado desalmadamente Cabinda, a ex-governadora, Aldina da Lomba foi recebida no Parlamento quase como uma heroína. Nunca se sentiu incomodada pela “brilhante” folha de serviço que deixou em Cabinda.

Outro também que entrou pela porta de frente é o ex-governador do Kwanza Sul. Ele deixou atrás de si um arrepiante rasto de cabritismo, o qual colocou, rotineiramente, em lado extremos da mesma mesa o governador Eusébio Teixeira a negociar com o empresário Eusébio Teixeira.

Por exemplo,  em Maio de 2014, o General Eusébio Teixeira escreveu “à Sua Ex.ª Senhor Governador Provincial do Cuanza Sul” a quem, depois de comunicar o desejo de legalizar uma parcela de terra com 48 847 m2 para construção de um condomínio na área dos Ex-Carvalhos, solicita  “ a Sua Ex.ª Senhor Governador que se digne mandar passar a referida autorização”.

A autorização solicitada foi diferida no mesmo instante.

Apesar da enorme farra que os seus mais directos colaboradores fazem neste momento com dinheiro público, algo que vem sendo sustentadamente documentado por uma ONG local, o governador do Moxico, Gonçalves Mandumba, não deve ter o seu lugar ameaçado na Assembleia Nacional.

Quando for dada por terminado o seu tortuoso consulado no Moxico, reentrará triunfalmente no forte onde se escondem, alegre e impunemente, criaturas que, em países decentes estariam recolhidos em presídios de máxima segurança para não contaminarem  os cidadãos de boa estirpe.

****

Em Junho de 2013, numa rara entrevista à estação televisiva lusa SIC Notícias, o ex-Presidente da República disse que gostaria de ser recordado pelos angolanos como um grande patriota.

Em Agosto de 2019, seis anos depois, imagens que circulam nas redes sociais mostram o ex-Presidente da República passeando-se descontraidamente algures numa localidade espanhola, para onde se auto-exilou desde Abril.

Num passeio em que está  cercado por um bando de ‘tontons macoutes”, que inclui até uma cidadã de tez clara, uma inovação do exílio espanhol, a José Eduardo dos Santos já não deverá interessar muito o modo como deseja ser lembrado pelos angolanos.

Se ao ex-Presidente incomodasse mesmo a forma como os angolanos o querem ver na história, a esta hora não estaria a passear-se num país estrangeiro; estaria em Angola, a partilhar com o seu povo um dos momentos mais azedos da sua história.

A actual cruzada contra a corrupção e impunidade, corajosamente assumida por João Lourenço, é indissociável do papel de José Eduardo dos Santos na história de Angola.

Todos os altos dignitários acossados actualmente pela justiça endossam os desmandos de que são acusados a ordens ou orientações emanadas de José Eduardo dos Santos.

Um patriota que se preze não daria às de vila Diogo no exacto momento em que o País mais necessita da sua presença física para, como diz a Procuradoria Geral da República, “o bem da descoberta da verdade material”.

A ausência de José Eduardo dos Santos do país pode levar a que, eventualmente, inocentes sejam condenados e culpados sejam inocentados.

Não deixando escapar qualquer indício de pretender regressar ao país para ajudar a realização da justiça,

José Eduardo dos Santos está muito mais distante da imagem de um patriota e mais próximo da imagem de um fora da lei.

da imagem de um fora da lei. …  um fora da lei. …   fora da lei. …   fora da lei. …

 

Nas mais terríveis provações é que os grandes líderes dão à costa, oferecendo o peito às balas pelos seus.

Com o seu dourado exílio em Espanha (uma vergonha para Angola e para África),

completamente indiferente  à sorte de quem se serviu por anos a fio, José Eduardo dos Santos destapa a sua máscara de líder de araque.

Aliás, todos os angolanos já deveriam saber que José Eduardo dos Santos nunca foi homem de correr risco por outros.

Nos muitos anos de guerra contra a UNITA, e mesmo quando esta quase ocupou 70% do território nacional,

JES nunca pôs os pés numa frente de batalha para dar alento aos militares que se batiam pela causa do Governo, não obstante a sua condição de chefe supremo das FAA.

 

Correio Angolense

Graça Campos – Terça-feira, 20 de Agosto de 2019

 

Mise en forme : jinga Davixa

 

Partilhe este artigo

 

Contact

PRÉSIDENT : Il faut demander des comptes au (x) KLEPTOCRATE (S) …

KLEPTOCRACIA : SIC notifica empresa ligada a LOPO DO NASCIMENTO …

CABRITISMO : Operação Lava-Jato …

PRÉSIDENT : une immunité à Vie du Dictateur n’est plus du tout garantie…

CABRITO-ISPTEC : .. O Instituto Superior do Saque,.. ou do “Cabritismo” ?..

GRAÇA CAMPOS : “90% dos angolanos quer que Manuel Vicente seja julgado em Portugal”

PRÉSIDENT : une immunité à Vie du Dictateur n’est plus du tout garantie…

LAVA JATO : Jornal inglês revela, que Isabel dos Santos é proprietária de uma mansão de 15 milhões de $$ dólares em Londres …

Ils nous volent tout ce qu’ils peuvent,… ne laissent rien, rien et rien !…

MARCY LOPES : .. A destituição do presidente ?..

CABRITISMO : “90% dos angolanos, quer que MANUEL VICENTE seja julgado em Portugal”…

ANGOLA : Une Banque Centrale,.. un pillage de 500 millions de $$ dollars et digne de… «Ocean’s Eleven» – -du genre intriguant,.. mis en échec par un caissier de la HSBC…

CABRITISMO : José Eduardo dos Santos a contas com a justiçia …

JONAS SAVIMBI : ..O adeus ao herói .. da Liberdade em Angola … (Video..)..

   Send article as PDF   

Publicado em investigacoes, Lava Jato, Panorama, Parlamento Etiquetas: , ,

Junho 13th, 2019 Por Kwaradio
   Send article as PDF   

Publicado em Branqueamento de capitais, Cabritismo, Corrupcao Etiquetas: , ,

Partilhar
Partilhar